Quais as diferenças entre MEI, EI, Eireli e SLU?

0

Para abrirmos uma empresa no Brasil, é preciso escolher entre os diferentes tipos de empreendimentos e conhecer a estrutura de cada um deles, para saber qual irá se encaixar na sua proposta de negócio.

Então, saiba que essa decisão é tomada após analisarmos o tamanho do seu negócio, a existência de sócios, além da necessidade de contratação de funcionários e o faturamento da empresa. 

Também levamos em consideração as opções de regime de tributação, o que irá definir a quantidade de impostos, além das obrigações que precisam ser seguidas de forma diária, mensal ou anual. Por isso, hoje vamos falar sobre a diferença dos seguintes tipos de empresas: EI, MEI, EIRELI e SLU. Veja em qual deles a sua empresa se encaixa: 

EI (Empresa Individual)

Na Empresa individual o empreendedor não possui sócios e pode contratar quantos funcionários precisar. Além disso, também não há necessidade de cumprir um Capital Social mínimo. Para saber qual será o regime de tributação, é necessário verificar o faturamento, assim, poderá se enquadrar no Simples Nacional ou Lucro Presumido. Vale ressaltar que existem restrições quanto às atividades que possuem regulamentação própria, como biólogos, advogados, administradores, jornalistas, etc.

Microempreendedor Individual

O MEI, por sua vez, é conhecido popularmente como um dos regimes mais facilitados. Ele é voltado à pessoa física que decide formalizar sua atividade e possui faturamento de até R$ 81 mil. Assim como na EI, não é permitido o registro de sócios no MEI ou o empreendedor ter outra empresa registrada em seu nome, seja como proprietário ou administrador.

Para se registrar, também é preciso verificar se a sua atividade está entre aquelas que são permitidas ao MEI. Vale ressaltar que, neste tipo de empresa, o regime tributário é o Simples Nacional e o empreendedor tem acesso a benefícios previdenciários e outras vantagens como a contratação de um funcionário e a emissão de notas fiscais. 

Designed by @drobotdean / Freepik
Designed by @drobotdean / Freepik

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

A EIRELI se trata de um tipo societário onde é possível ter um sócio. Diferentes das duas primeiras, na EIRELI o patrimônio do proprietário fica separado dos bens da empresa, no entanto, para se registrar como EIRELI é preciso ter o valor mínimo de 100 salários mínimos que será incorporado ao Capital Social.

Neste caso, o faturamento será definido pelo regime tributário escolhido para a empresa. 

Sociedade Limitada Unipessoal

A SLU como é conhecida, é a nossa quarta opção de empresa e se trata de uma empresa onde o empresário também pode atuar sozinho. Assim como na EIRELI, o patrimônio pessoal não será vinculado à empresa e o valor da capital social não é pré-estabelecido, então, quando isso acontece, o indicado é iniciar com, pelo menos, R$ 1 mil.

A Sociedade Limitada Unilateral foi criada por meio da MP 881/2019, conhecida como “MP da Liberdade Econômica”, foi convertida na Lei 13.874/2019. Enquanto nas demais existe algumas restrições relacionadas à atividade, na Sociedade Limitada Unipessoal é possível que advogados, médicos, dentistas, por exemplo que são as atividade regulamentadas, também possam se registrar.  

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda