Qual a idade mínima para aposentadoria do homem?

0

Muito se fala em mudanças quando o assunto é aposentadoria. Isso porque após a Reforma da Previdência ocorrida em 2019, foram estabelecidas algumas regras que precisam ser cumpridas por aqueles que querem se aposentar este ano. 

Por isso, hoje chamamos a atenção dos homens, uma vez que a reforma também trouxe alterações quanto à idade para pedir o benefício. Então, continue acompanhando este artigo e veja como ficou a aposentadoria do homem em 2021. 

Idade para aposentar

Se você está se organizando para conseguir a aposentadoria é necessário cumprir requisitos mais rigorosos. Dentre eles está a idade para que homens possam se aposentar. No entanto, temos duas situações: para aqueles que já contribuíram antes da Reforma da Previdência (novembro de 2019), podem se aposentar em 2021 com 62 anos tendo contribuído por 35 anos. 

A segunda situação é a seguinte: os homens que se tornaram segurados do INSS depois da data de publicação da reforma, ou seja, que começarem a pagar o INSS a partir do dia 13 de novembro de 2019, a idade para pedir a aposentadoria é de 65 anos e 20 anos de contribuição. 

A diferença que podemos destacar, é que os homens que são novos contribuintes, terão que contribuir por mais tempo ao INSS para se aposentarem. Vale ressaltar também que a aposentadoria por idade é possível apenas para os homens que começaram a contribuir a partir da referida data de alteração. 

Tipos de aposentadoria para homens

Aqueles que estão próximos de se aposentarem, podem contar com as regras de transição. Então, veja as modalidades que os homens podem escolher e a idade e o tempo de contribuição para pedir o benefício em 2021.

Aposentadoria por idade: nesta regra, os homens  precisam ter a idade mínima de 65 anos e tempo de contribuição mínima de 15 anos e carência de 180 meses em 2021.

Aposentadoria por tempo de contribuição: leva em consideração o tempo mínimo de 35 anos para os homens. Mas lembre-se que existem algumas categorias que, por possuírem condições de trabalho diferenciadas, possuem prazos menores. Neste caso estão os professores, por exemplo, que podem solicitar o referido benefício após 30 anos.

Veja como conseguir a aposentadoria por tempo de contribuição:

1ª: A regra dos pontos para homens que contribuíram antes de 13 de novembro de 2019, basta preencher os seguintes requisitos: 

  • Tempo de contribuição: 35 anos;
  • Total de pontos em 2021: 98 para o homem.

A cada ano será exigido um ponto a mais, chegando a 105 pontos para os homens, em 2028. Mas se você possuía 96/86 pontos antes da Reforma, já tem o direito a se aposentar. Por isso, é preciso se organizar para pedir sua aposentadoria. 

3ª: A regra de Pedágio 50%, é voltada aqueles homens que tinham 33 anos de contribuição na data de publicação da reforma de Previdência. É preciso contribuir mais 50% do tempo que faltava para o homem atingir 35 anos de contribuição. Não há idade mínima.

4ª: Na regra de Pedágio 100% o homem poderá se aposentar a partir dos 60 anos, mas precisa cumprir um pedágio de 100% do tempo que falta para chegar aos 35 anos de contribuição na data em que a reforma entrou em vigor.

Aposentadoria especial

Neste caso, a idade pode variar desde que sejam atingidos os pontos. Veja como fica para quem contribuiu antes da reforma: 

  • Aposentadoria por 25 Anos de Contribuição – 87 pontos
  • Aposentadoria por 20 Anos de Contribuição – 77 pontos
  • Aposentadoria por 15 Anos de Contribuição – 67 pontos

Para aqueles que passaram a contribuir depois da reforma, fica da seguinte forma: 

  • Aposentadoria por 25 Anos de Contribuição – 60 Anos de Idade
  • Aposentadoria por 20 Anos de Contribuição – 58 Anos de Idade
  • Aposentadoria por 15 Anos de Contribuição – 55 Anos de Idade

Aposentadoria do portador de deficiência

A aposentadoria por Tempo de Contribuição da Pessoa com Deficiência é devida ao cidadão, que uma vez cumprida carência de 180 contribuições e é aplicada conforme o seu grau de deficiência.

É considerada pessoa com deficiência, de acordo com Lei Complementar n° 142/2013, aquela que tem impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial que, em interação com diversas barreiras, impossibilitem sua participação de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas.

Além de ser pessoa com deficiência no momento do pedido, é necessário comprovar as seguintes condições para ter direito a este benefício:

Grau de deficiência:

Leve: 33 anos para homens e 180 meses trabalhados na condição de pessoa com deficiência;

Moderada: 29 anos para homens e para homens e 180 meses trabalhados na condição de pessoa com deficiência;

Grave: 25 anos para homens e 180 meses trabalhados na condição de pessoa com deficiência.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por Samara Arruda