PRONAMPE ou FGI: Qual linha de crédito é a melhor pra sua empresa?

0

O governo reforçou, recentemente, com mais R﹩ 12 bilhões a linha de crédito para pequenas e médias empresas, o PRONAMPE.

Porém, muitas empresas ainda encontram dificuldades na hora da contratação e desconhecem se linhas especiais como esta são as soluções ideais para seus negócios.

Segundo Adilson Seixas, sócio e fundador da Loara – especializada em crédito para empresas – a tomada de crédito é uma decisão muito relevante, sendo necessário informações para essa opção, é necessário acompanhar os movimentos do governo e do mercado bancário.

“Monitoramos diariamente o mercado financeiro para entender a política comercial e o calendário de cada uma das instituições. O tipo de negócio pelo qual cada banco tem interesse também é relevante para oferecer a melhor solução em crédito ao cliente”, explica Seixas.

Muitas vezes, prossegue ele, “o empresário acredita que o Pronampe é a saída, mas acabamos por identificar outras soluções que se encaixam melhor no negócio e dentro das garantias que ele poderá oferecer. Podemos mostrar para o cliente mais de 150 soluções de crédito nos mais variados bancos”, reforça Carlos Ponce, sócio da Loara.

Um exemplo é o FGI, outra linha de crédito para empresas disponibilizado pelo BNDES, cuja taxa de juros é menos atraente, porém com prazo mais longo, redução de garantias e sem ECG.

coronavoucher

A Loara prevê captar, em 2020, R﹩ 240 milhões em crédito para empresas.

“Como conhecemos as políticas comerciais dos bancos e suas exigências, analisamos a necessidade de cada empresa, estudamos as opções do mercado, agilizamos e facilitamos o relacionamento entre o banco e o cliente, decisivos para reduzir custos da empresa neste período de crise. Usamos a inteligência do crédito a favor do cliente.”, acrescenta Seixas.

Diferentemente do trabalho das fintechs, a Loara desenvolve soluções customizadas e busca a instituições financeiras mais adequada para cada negócio.

A empresa, conclui Seixas, “não tem exclusividade com nenhum banco, o que faz com que os especialistas busquem as melhores condições, baseados no conhecimento sobre as linhas de crédito liberadas, bem como os bancos que as negociam. Geralmente, apresentamos uma solução diferente daquela que o cliente esperava, surpreendendo-o.”