Qual o papel do RH no planejamento de processos organizacionais?

0

O setor de Recursos Humanos é um dos mais importantes de uma empresa.

Diariamente, os profissionais dessa área lidam com os colaboradores da organização, em busca de cumprir diversas tarefas que não podem ser deixadas de lado. 

Essas tarefas vão desde as práticas mais conhecidas, como controle de jornada de trabalho, folha de pagamento, gerenciamento de benefícios e controle de férias, até a gestão de pessoas e avaliação de desempenho dos funcionários.

No entanto, você sabia que, além de realizar todas essas tarefas, o RH também pode ser um agente de mudança e auxiliar no planejamento de processos organizacionais?

Agora, imagine só realizar todas essas tarefas sem que ocorra um planejamento de todos os processos!

Seria um pesadelo, não é mesmo? 

Bom, sem um planejamento bem executado, não existem estratégias.

E, consequentemente, sem estratégias, a empresa não estará no caminho para atingir as suas metas e objetivos. 

A seguir, confira os tópicos que iremos abordar ao longo da sua leitura:

• Como funciona o planejamento de processos organizacionais?

• Quais os benefícios de planejar os processos da sua empresa?

• Qual o papel do RH no planejamento de processos organizacionais?

Vamos lá?

Como funciona o planejamento de processos organizacionais?

A chave para o crescimento de uma empresa é a definição dos processos.

Quando não existe um planejamento, é praticamente impossível saber quais são as etapas a serem cumpridas.

Se só no RH existem inúmeros processos a serem realizados, se pensarmos também nos outros setores da empresa, a lista ficaria imensa, não é mesmo?

Em vista disso, para realizar um planejamento de processos organizacionais efetivo, antes de tudo, é necessário entender quais são as características e objetivos a longo prazo da sua empresa. 

Para isso, o primeiro passo envolve rever a missão, visão e valores do seu negócio, sem que esses tópicos estejam definidos, é praticamente impossível realizar um bom planejamento.

Isso, pois eles funcionam como base para os seus objetivos. 

Ao realizar o planejamento de processos organizacionais, é essencial entender quais são os seus objetivos para a empresa. 

Além disso, você precisa criar um plano de ação.

Mas, como assim? 

Vamos explicar! 

Para colocar em prática o plano de ação, você precisa fazer 5 perguntas a si mesmo:

• O que será feito?

• Por que será feito?

• Onde será feito?

• Quando?

• Por quem será feito?

• Como será feito?

• Quanto vai custar?

Após respondê-las, você estará pronto para iniciar o seu plano de ação, garantindo um ótimo planejamento.

Outras tarefas relacionadas aos colaboradores também devem ser revistas, mas esse é um papel do RH, falaremos mais sobre isso nesse texto. 

Quais os benefícios de planejar os processos da sua empresa?

Construir um plano de ação para cada procedimento realizado em uma empresa é ideal quando se tem a necessidade de reavaliar e investigar algum processo.

Só assim, é possível pensar em novas soluções para tal.

Afinal, quando podemos visualizar o processo como um todo, a chance de encontrar gargalos ou pontos falhos a serem aprimorados é maior.

Outro benefício de realizar um planejamento dos processos organizacionais é o aumento da produtividade de seus colaboradores.

Isso acontece porque, com um planejamento, todos estarão alinhados em relação aos passos que devem ser seguidos.

Além disso, cada profissional entenderá a sua função nessa tarefa, sem ficar perdido ou realizando atividades que, no fim das contas, não irão acrescentar em nada ao processo. 

Qual o papel do RH no planejamento de processos organizacionais?

Até aqui, você já deve ter percebido a importância de garantir um bom planejamento de processos organizacionais.

No entanto, como o RH da sua empresa pode ajudar nessa missão? 

Ao longo dos próximos tópicos, confira algumas ações que devem ser efetuadas pelo RH ao longo dessa missão.

Vamos lá?

Comunicação interna 

A comunicação é de suma importância em qualquer tipo de ambiente.

Todavia, aparece ainda com mais relevância quando citamos as organizações que, independente de seus tamanhos, devem garantir a transparência na relação com os colaboradores.

Essa tarefa é designada ao RH, já que é o setor responsável por um dos principais pilares da empresa: o capital humano. 

Quando existe uma comunicação integrada com os colaboradores, esses profissionais acabam se sentindo mais confiantes não só sobre como funciona a organização na qual trabalha, mas também em relação ao seu próprio crescimento. 

Para que a comunicação seja eficaz, apenas oferecer feedbacks ao funcionário não é suficiente.

O RH deve, literalmente, assegurar a transparência entre o relacionamento do colaborador com a empresa que atua. 

Deixei-os a par de grandes projetos, mudanças, novos talentos, metas atingidas e possíveis crises.

Tudo isso irá engrandecer o relacionamento, e pode garantir a motivação dos funcionários.   

Análises de desempenho de líderes

Os líderes, além de contribuírem para o desenvolvimento profissional de sua equipe, também são responsáveis por designar tarefas e oferecer feedbacks.

No entanto, não pense que isso é tudo. 

Ninguém é perfeito e os líderes precisam estar em constante evolução, atentos às novas tendências do mercado e em como melhorar em seu papel de liderança.

Dessa forma, é função do RH fazer uma análise completa de desempenho dos líderes.

Realize pesquisas internas com as equipes, saiba se os liderados se sentem valorizados e ouvidos dentro do time. 

Atitudes como essa, além de ajudar no planejamento de processos organizacionais, também vai colocar a sua empresa sempre um passo à frente de seus concorrentes.

Trabalhar o nível de satisfação interna

Agora, você sabia que a satisfação dos colaboradores tem relação direta com a sua motivação e produtividade no ambiente de trabalho?

Pois é! Caso o colaborador esteja infeliz com a sua rotina de trabalho, não se sinta valorizado, não possua benefícios e trabalhe em um local com clima organizacional hostil, as chances dele não ser produtivo no dia a dia são altas. 

Mas, não pense que a solução desse problema é demitir o funcionário, afinal, esse é um problema interno. 

Se a sua empresa não tem uma cultura organizacional que priorize os funcionários, ela pode acabar não sendo a escolha para grandes talentos do mercado que desejam novas oportunidades.

Para resolver esse problema, o RH deve realizar pesquisas para avaliar o nível de satisfação interna regularmente. 

Uso de softwares de RH

Está preparado para a dica mais valiosa? 

O avanço tecnológico trouxe muitos benefícios para as empresas.

Os processos, que antes eram feitos manualmente, podem ser automatizados com os sistemas de RH.

Como consequência, isso reduz os gastos da empresa, pois as horas extras de trabalho não são mais tão necessárias. 

Contar com softwares de RH que otimizem o controle da jornada de trabalho foi a saída de empresas que buscam a modernização na gestão de recursos humanos.

Um exemplo, é o controle de ponto online da PontoTel.

Utilizando esse sistema é possível fazer o fechamento da folha de ponto dos funcionários em apenas poucos cliques. 

Outra vantagem é que o gestor responsável pode acompanhar em tempo real a marcação de ponto dos funcionários, apenas utilizando um dispositivo móvel ou computador. 

Conclusão

Ao longo deste texto, falamos sobre qual é o papel do RH no planejamento de processos organizacionais.

Além disso, você viu quais são os benefícios de garantir um plano de ação para a sua empresa e como ele funciona. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Fonte: Gestão Click