Quanto custa ser um MEI em 2021?

0

Ser um microempreendedor individual (MEI) exige pouco e oferece muito aos empreendedores.

Podemos destacar como uma das vantagens desta categoria, o baixo custo que você terá para manter a sua empresa regular. 

Porém, antes de se formalizar, conheça o regime e veja se ele atende as necessidades da empresa. 

O que é MEI?

O regime MEI foi estabelecido pela Lei Complementar nº 128/2008, com a intenção de formalizar certas atividades desenvolvidas no país, além de diminuir as burocracias para a abertura de uma empresa no país. 

Mas, assim como os demais regimes, a categoria também possui alguns critérios e, dentre os principais está o faturamento que deve ser de até R$81 mil por ano.  

Custos 

Todo o procedimento de formalização é feito de forma simples e gratuita, através do Portal do Empreendedor.

Além disso, o MEI não é obrigado a ter um contador, diferente de outros tipos de empresas.

Desta forma, o único custo obrigatório ao empreendedor está relacionado ao pagamento mensal do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). 

Para 2021, o valor sofreu reajustes devido ao novo salário mínimo nacional. Para saber o quanto você precisa pagar, é preciso verificar a atividade desenvolvida. 

Mas saiba que esse valor é fixo, então você não terá surpresas na hora do pagamento. Para que você entenda o que está sendo pago, veja como funciona a contribuição do MEI: 

  •  R$ 55 se refere à contribuição à Previdência Social que deve ser pagos juntamente com os demais impostos que estão inclusos na guia DAS.

São eles: 

  • R$ 1 referente ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) se a sua atividade estiver relacionada ao comércio ou indústria;
  • R$ 5 de Imposto sobre Serviços (ISS), se for do ramo de serviços;
  • R$6 se a empresa estiver enquadrada em ambos – comércio e serviços.

Ao calcularmos esses valores, veja como fica o pagamento mensal do MEI para 2021:

  • Atividades relacionadas ao Comércio e Indústria devem pagar R$ 56,00 relativo à INSS e ICMS;
  • Atividades relacionadas à Serviços devem pagar  R$ 60,00 referente ao INSS e ISS; 
  • Atividades relacionadas à Comércio e Serviços devem pagar R$ 61,00 relativo à INSS e ICMS/ISS. 

Vale ressaltar que o pagamento do DAS em dia garante que a empresa esteja regular e, principalmente, dá acesso à cobertura da Previdência Social ao empreendedor e seus dependentes.

Além disso, o empreendedor pode ainda emitir notas fiscais, ter acesso a empréstimos e financiamentos e contratar um funcionário. 

Viu como é simples? Por hoje é só pessoal, espero que tenham gostado.

Se ainda não se registrou em nosso canal, aproveite e conheça os nossos conteúdos.

Até logo!

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática.

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!