Quem conseguir reduzir a conta de luz tem menor impacto inflacionário

Aquecimento solar de água reduz em cerca de 37% o consumo de eletricidade, atenuando impacto da inflação no orçamento doméstico e da alta dos juros nos créditos para compras.

Em setembro último, a conta de luz foi o item com maior impacto no orçamento das famílias brasileiras, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15). No mês passado, entrou em vigor a bandeira tarifária de escassez hídrica, que acrescentou R$ 14,20 para os mesmos 100 kilowatts-hora (KWh) de consumo, o que representou majoração de 3,61% nas tarifas. Além disso, famílias que financiarão compras passarão a pagar juros mais altos, devido à escalada da Selic, destinada a conter a inflação.

Oscar de Mattos, presidente da Abrasol (Associação Brasileira de Energia Solar Térmica), ao comentar a reunião do Copom desta semana (26 e 27 de outubro), em que foi decidida a Selic para os próximos 45 dias, salienta que “cada família pode reduzir sua própria inflação, ajustando e adequando seu orçamento mensal”. Uma boa alternativa para isso é substituir o chuveiro elétrico por aquecedor solar de água, reduzindo de imediato em cerca de 37% o consumo de eletricidade.

A redução da conta de luz em cerca de 37% (percentual equivalente ao gasto relativo ao chuveiro elétrico) compensa em parte os aumentos de custos com outros itens e até os juros mais altos que deverão impactar as compras financiadas de bens e produtos. Com um investimento a partir de dois mil reais, obtém-se uma economia significativa no dispêndio com energia, fator que tem importância maior neste momento de crise hídrico-energética e aumento tarifário.
“Além disso, o aquecedor solar garante água quente em abundância, com absoluta segurança. Também é ambientalmente correto, pois o calor gerado vem de uma fonte totalmente limpa e permanente, que é o Sol”, explica Oscar de Mattos.

Os aquecedores solares de água são cerca de quatro vezes mais eficientes do que os painéis fotovoltaicos para aquecer água e atendem a aplicações residenciais de baixa até alta renda. São a alternativa mais eficaz para a redução expressiva do consumo nos chuveiros elétricos. Sua tecnologia está presente no Brasil há mais de 40 anos. São 100% nacionais, geram empregos apenas no País e usam matérias-primas totalmente brasileiras. O aquecedor solar de água é o único eletrodoméstico que economiza energia, ante milhares de novos chuveiros elétricos, eletrodomésticos e eletroeletrônicos incorporados diariamente às residências, que aumentam de modo crescente a demanda atual de eletricidade.

Comentários estão fechados.