Quem não estiver inscrito no CadÚnico não receberá o Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil vai substituir o Bolsa Família em novembro

O Auxílio Brasil é a grande aposta do Governo Federal que deseja ter sua própria marca. Um trabalho vem sendo feito para que o novo programa substitua o Bolsa Família em novembro.

No entanto, para que as pessoas tenham acesso ao Auxílio Brasil precisarão estar cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único) ou terem seus dados atualizados para Programas Sociais do Governo Federal. Terão acesso os trabalhadores informais de baixa renda.

A exigência para que 16 milhões de brasileiros possam ingressar no novo programa é não estar com seus dados desatualizados no Cadastro Único. O CadÚnico será um dos critérios para ter direito ao Auxílio Brasil.

Quais os requisitos para se inscrever no Cadúnico?

O Cadastro Único (CadÚnico) permite ao governo saber quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil. Apesar de ter sido criado pelo Governo Federal, são as prefeituras que operam e atualizam os dados de forma gratuita.

As famílias para se inscreverem no CadÚnico vão precisar cumprir alguns requisitos, neste caso elas devem:

Possuírem renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo R$ 522,50 (metade do salário mínimo); 

Possuírem renda mensal familiar total de até três salários R$ 3.135,00 (três vezes o salário mínimo); 

Possuírem renda acima dessas, mas que estejam vinculadas ou pleiteando algum programa ou benefício que utilize o Cadastro Único em suas concessões;

somando o salário de todas as pessoas da família e dividindo pelo número de membros da família, o valor for de até R$ 522,50 (metade do salário mínimo) por mês; OU

a soma dos salários de todas as pessoas da família for de até R$ 3.135,00 (três vezes o salário mínimo); OU

estiverem em situação de rua, seja uma pessoa sozinha em situação de rua ou uma família em situação de rua; OU

Pode ser que você não esteja em nenhuma dessas situações, mas precise fazer seu cadastro para receber um serviço que exija isso. Se esse for seu caso, poderá se cadastrar também.

O cadastramento poderá ser realizado no CRAS ( Centro de Referência de Assistência Social) de sua cidade. No dia da entrevista, não será preciso que toda a família vá ao local de cadastramento. Basta uma pessoa maior de 16 anos comparecer ao local, preferencialmente que seja mulher, que poderá cadastrar toda a família. Essa pessoa será chamada de  Responsável pela Unidade Familiar (RF) no Cadastro Único. 

No caso de indígenas, é necessário Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI). A apresentação de CPF e de título de eleitor pode ser dispensada para indígenas ou quilombolas, mas algum outro documento de identificação, entre os citados anteriormente, deve ser levado.

Para participar do Auxílio Brasil, verifique se sua família se encaixa em um desses requisitos. Neste caso, se cadastre o quanto antes para ter direito ao novo Programa Social do Governo.  

Comentários estão fechados.