Quem não resgatou o abono do PIS/Pasep, tem até 30 de junho para sacar. Confira

0

O prazo para o resgate do abono PIS/Pasep referente ao ano-base 2019, pode ser sacado até dia 30 de junho, caso contrário, o trabalhador só terá o acesso à quantia em 2022. 

De antemão, vale lembrar que os benefícios do PIS/Pasep são destinados aos trabalhadores que exercem atividades vinculadas ao regime de Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), segundo as Leis complementares, n.º 7/1970 e n.º 8/1970. 

De modo que o Programa de Integração Social (PIS), garante seus benefícios a empregados da iniciativa privada e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) é destinado aos servidores públicos, como já sugere o nome. 

Quem tem direito ao saque até o dia 30 de junho?

Além de ser trabalhador em regime CLT, deve-se cumprir mais alguns requisitos, para poder sacar as quantias disponíveis. Dito isso, confira quais são: 

  • Ser inscritos no PIS/Pasep há no mínimo 5 anos;
  • Ter trabalhado ao menos 30 dias em 2019;
  • Ter recebido, ao máximo 2 salários mínimos ao mês em 2019;
  • É necessário que o empregador (empresa) informe os dados corretamente ao governo. 

Qual o valor do Abono?

Em relação ao valor do abono, o que será recebido varia de caso para caso, de modo que o valor será proporcional ao tempo em que o colaborador trabalhou em 2019. Desta forma, a quantia mínima disponibilizada é de R$ 92 e no máximo R$ 1.100. Confira a tabela: 

ProporçãoValor
1 mês trabalhadoR$ 92,00
2 meses trabalhadosR$ 184,00
3 meses trabalhadosR$ 275,00
4 meses trabalhadosR$ 367,00
5 meses trabalhadosR$ 459,00
6 meses trabalhadosR$ 550,00
7 meses trabalhadosR$ 642,00
8 meses trabalhadosR$ 734,00
9 meses trabalhadosR$ 825,00
10 meses trabalhadosR$ 917,00
11 meses trabalhadosR$ 1.009,00
12 meses trabalhadosR$ 1.100,00
PIS/pasep

Onde posso sacar? 

Para ter o acesso ao abono, basta se dirigir à alguma agência da Caixa Econômica Federal e sacar nos caixas eletrônicos ou apresentar um documento de identificação com foto e CPF. Ademais, também é possível realizar o saque através do Cartão cidadão, em qualquer unidade lotérica ou nos correspondentes bancários. 

Vale ressaltar, que aqueles que estão inscritos no PIS, podem conferir o saldo disponível através dos canais digitais da caixa (Internet Banking, aplicativo, entre outros). Sendo assim, não é necessário se dirigir até uma agência física. 

Onde encontro o número do PIS?

Para aqueles que não estão tendo acesso ao número PIS, ou não sabem onde encontrar. Confira onde consultar:

  • Carteira de Trabalho;
  • Cartão Cidadão;
  • Atendimento Caixa pelo número 0800 726 0207;
  • Central de Atendimento da Previdência Social  (número 135);
  • Consulta ao CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais);
  • Outros documentos como extrato do FGTS; Termo de Homologação de Rescisão de Contrato e o Cartão Bolsa Família.

Conteúdo por Lucas Machado