Quem trabalhou em 2020/2021 receberá o PIS/Pasep em 2022

0

Quem trabalhou em 2020/2021 com carteira assinada num período de 30 dias ou 12 meses, só irá receber o PIS/Pasep em 2022. Isso porque o Governo Federal decidiu unificar os calendários de pagamento do abono salarial 2021/2022. Sendo assim, quem contava receber o abono este, terá que esperar até fevereiro de 2022.

PIS/Pasep 2022

O que será alterado é somente a data de distribuição do abono. As regras para concessão não mudarão. Quem exerceu alguma atividade com carteira assinada por 30 dias ou 12 meses, receberá o abono em 2022.

No entanto, os valores irão variar, já que o cálculo é feito conforme o tempo trabalhado.
Para receber o abono salarial será preciso:

Ter recebido uma remuneração máxima de dois salários mínimos mensais durante o período em exercício;
Estar inscrito no PIS a pelo menos cinco anos, além das informações, estarem corretas conforme o repasse da empresa ao Governo
.

Qual será o valor do abono?

A base do abono é 2020 será referente ao pagamento em 2021, e 2021 para o pagamento em 2022. O valor será do piso nacional em vigor.

Geralmente, esse cálculo pode ser realizado ao dividir o salário mínimo por dose e multiplicar pela quantidade de meses trabalhados. Considerando o atual salário mínimo R$ 1.100. Observe a tabela:

pis
Quantidade de meses trabalhadosValor Abono 2021 (Salário R$ 1.100,00)
1R$ 92,00
2R$ 184,00
3R$ 276,00
4R$ 367,00
5R$ 459,00
6R$ 550,00
7R$ 642,00
8R$ 734,00
9R$ 826,00
10R$ 918,00
11R$ 1.009,00
12R$ 1.100,00


Como saber se tenho direito ao abono?

Para saber se você terá direito ao abono salarial PIS/Pasep, deverá acessar a versão mais atualizada do aplicativo Caixa Trabalhador;
Faça o login em sua conta da Caixa;
Selecione “Consultas”, na sequência toque em “Exercício Vigente”;
Verifique as informações de seu abono salarial.
Já o servidor público para saber se terá direito ao PASEP, deverá acessar o site do Banco do Brasil. Em seguida, digitar o número do PIS/Pasep ou o CPF, informe a data de nascimento, escolha a opção “Não sou um robô” e clique em confirmar.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil