Ícone do site Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Quero me demitir de maneira correta. Quais os meus direitos?

Imagem por Pormezz / shutterstock

Imagem por Pormezz / shutterstock

Imagine você trabalhando há anos em uma empresa, conseguindo subir de posto, um salário confortável, conquistado amigos e, de repente, querer sair para uma nova empreitada. Seja por uma nova oportunidade de trabalhar com salário mais alto, seja para abrir o próprio negócio, não importa. Sua decisão está tomada e você quer novos desafios.

Então surge a grande dúvida: como pedir demissão de uma forma amigável e correta com o seu empregador? Quais procedimentos seguir para garantir o recebimento correto das verbas de rescisão? Com quem falar sobre o assunto? 

Vamos dar algumas dicas que podem ajudar você a pedir demissão com tranquilidade e sem prejudicar a sua imagem de bom profissional diante do mercado. Além disso, você conhecerá os principais direitos de quem pede demissão e quais cuidados tomar.

Quais são os direitos de quem pede demissão?

É importante conhecer os seus direitos e saber quais são os cuidados que devem ser tomados nessa situação.As chamadas verbas rescisórias neste caso são o 13º proporcional ao período trabalhado, saldo do dalário e as férias. Vejamos.

13° salário proporcional

O 13° salário proporcional é um direito do funcionário. O valor será correspondente ao mês no qual a demissão foi pedida. Para saber o valor a receber, basta somar os meses trabalhados e calcular a equivalência com o valor do 13°. Por exemplo, se o colaborador pedir demissão no mês 5, ele receberá 5/12 do valor total do 13° salário.

Saldo de salário

O saldo de salário corresponde aos dias trabalhados no mês em que houve o pedido de demissão. Por exemplo, se você trabalhou por dez dias após a formalização do pedido, terá um saldo para receber equivalente a todos esses dias.

Férias

Nesse caso, é preciso que você saiba sobre o período de férias que tirou ou não, afinal, algumas considerações importantes serão avaliadas nas contas finais:

É importante ressaltar que, como o pedido de demissão partiu de você, não haverá o direito ao FGTS e nem aos 40% de indenização que são reservados para a demissão de justa causa.

Como devo pedir demissão?

Como esse pode ser um processo delicado, é importante conhecer muito bem todas as ações a serem tomadas e buscar se precaver de qualquer imprevisto. Para isso, veja abaixo qual a maneira certa de pedir demissão.

Ao sair da empresa que trabalhou, procure levar todo o ensinamento com você. Afinal, ela trouxe experiências fundamentais para que você se tornasse  o profissional que é hoje. Boa sorte em sua nova empreitada!

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Sair da versão mobile