Entrevista Lars Leber country manager da QuickBooks no Brasil

1.    Como surgiu a ideia de aliar o QuickBooks a contabilidade?


Esse insight surgiu a partir de diversas pesquisas com clientes e observações do dia a dia deles – uma metodologia de pesquisa etnográfica, que aqui chamamos de Follow Me Home (Siga-me em casa, em uma tradução literal). Assim, aos poucos, fomos incorporando à nossa estratégia atores importantes do ecossistema do pequeno empresário, como o contador.

2.    Em sua opinião como o QuickBooks facilita a relação da empresa com os contadores?

O papel do QuickBooks é impulsionar as pessoas a irem mais longe e parte disso passa por facilitar a relação entre empresários e contadores. Na prática, a conexão entre os dois é o pilar-chave que trabalhamos: seja através da tecnologia do próprio QuickBooks, que permite que empresários e contadores se conectem pelo sistema – facilitando fluxos de informação e dados – seja através de eventos, treinamentos e capacitação – tanto de empresários em conceitos básicos de escrituração, como de contadores, como atualizações fiscais etc. Com isso, acreditamos que conseguimos tornar o contador mais eficiente e o empresário munido de informações estratégicas para conseguir crescer.

3.    O QuickBooks pode ser usado para fins gerais de contabilidade?

O QuickBooks não substitui de forma alguma o trabalho de um contador. Na verdade, o QuickBooks facilita a relação entre contadores e as empresas, pois oferece funcionalidades referentes à contabilidade gerencial, como: conciliação bancária, plano de contas e relatórios como Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício (DRE). Contudo, toda a parte fiscal, tributária e paralegal continuam sendo áreas de expertise e responsabilidade do contador.

4.    Existe algum projeto do QuickBooks que facilite a relação contábil para os novos empreendedores?


Oferecemos uma série de recursos para os pequenos empresários para começarem a controlar as finanças dos seus negócios. Parte disso envolve a relação deles com a contabilidade, seja na educação financeira e contábil (por exemplo: o que é um relatório de Balanço Patrimonial), seja com eventos.

Por exemplo, na França, um país onde temos uma operação recente como no Brasil, nosso time de Marketing e Vendas promove eventos mensais em um formato de speed dating para que empresários achem o melhor contador para eles – e esses contadores, por outro lado, são especialistas no QuickBooks, então eles conseguem ajudar esses empresários a usarem o QuickBooks, para facilitar o trabalho de ambos com relação ao controle financeiro, conciliação bancária, etc.

No Brasil, implantaremos os benchmarks globais da Intuit, que focam em ganho de eficiência e de tempo por parte dos contadores, para que eles, por sua vez, consigam fazer seus escritórios de contabilidade crescerem.

5.    Hoje existem muitas mudanças e atualizações na área contábil, como o QuickBooks consegue ajudar contadores e empresários perante a essas mudanças?

Nas nossas pesquisas com os contadores no Brasil identificamos que as mudanças e atualizações na área contábil são frequentes e uma das principais dores dos contadores. É sempre estressante passar por momentos de incerteza e minimizar o impacto dessas mudanças é um ponto crucial para melhorar o dia a dia de contadores. Pensando nisso, nossas equipes de produto e novos negócios já estão trabalhando em soluções inovadoras para sanar essa dor dos contadores, que deverão ser lançadas ainda em 2019.

6.    Qual a principal diferença do QuickBooks para outras plataformas que também oferecem um sistema similar?

Diferente de outras plataformas do mercado, o QuickBooks foi desenvolvido já pensando nas necessidades contábeis – de empresários e contadores. O feedback que recebemos de contadores parceiros é que o sistema é o único no mercado brasileiro que realmente oferece uma solução de gerenciamento contábil alinhado aos requisitos das normas técnicas. Além disso, o QuickBooks conta com toda a infraestrutura da Intuit, uma empresa com mais de 9 mil funcionários, faturamento de US $6bi, com sede no celeiro da inovação mundial, que é o Vale do Silício (Califórnia, EUA).

7.    Qual a visão do QuickBooks sobre a contabilidade no Brasil?

Sabemos que a legislação do Brasil é uma das mais complexas do mundo e isso tem um impacto direto no trabalho de contadores e na autoconfiança de pequenos empresários. Entendemos que os ciclos contábeis, em sua maioria mensais, trazem uma complexidade maior do que em outros países. Assim, o recebimento das informações de forma organizada e digitalizada pelos contadores é essencial para que eles consigam fazer análises mais profundas, mitigando erros humanos e trazendo direcionamentos mais assertivos para seus clientes.

8.    Existem rumores que a contabilidade tradicional nos próximos anos irá acabar, como vocês enxergam esses rumores?

Assim como a tecnologia fez com que alguns setores se digitalizassem, vemos uma tendência de transformação digital na contabilidade. Certamente isso exige algumas adaptações por parte das pessoas, no caso, dos contadores. O QuickBooks acredita que é possível que os contadores usem a tecnologia a seu favor e, com isso, modernizem seus processos para ganhar eficiência e tempo. Queremos desafogar o contador do trabalho mais operacional de ver se os números batem e deixar que ele se dedique a ter um papel mais estratégico junto aos seus clientes, oferecendo mais e melhores serviços para eles.