Receita e Polícia Federal investigam fraude no Auxílio Emergencial no ES

A operação teve o objetivo de combater fraudes no recebimento do Auxílio Emergencial, mediante crimes de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

0

Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram nesta manhã (26/5) a Operação Mendacium, no Espírito Santo, com o objetivo de combater fraudes no recebimento do Auxílio Emergencial, mediante crimes de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

A deflagração ocorreu no município de Guarapari/ES, com o cumprimento de uma Mandado de Prisão Preventiva, um Mandado de Busca e Apreensão, além da determinação judicial de bloqueio de bens do investigado.

A operação contou com participação de cinco Policiais Federais, um Auditor-Fiscal e um Analista-tributário da Receita Federal

Entenda o caso

A operação apura o cometimento de crimes de falsidade ideológica, estelionato contra a União e lavagem de capitais, decorrentes do recebimento indevido do auxílio emergencial do Governo Federal, em razão da pandemia associada a Covid-19.

De acordo com o que foi apurado, o investigado praticou fraude utilizando ao menos seis nomes diferentes, através do uso de documentos falsos para receber esses auxílios.

As investigações prosseguem com a elaboração do Laudo pericial e análise dos equipamentos de mídia, a fim de verificar a participação de outros envolvidos.

O NOME DA OPERAÇÃO: “Mentira vem do latim mentiri, “enganar, dizer falsidade”, de menda, “falha, defeito”. Os estudiosos se referem à palavra *mentionica, do latim tardio do século XI, que por sua vez teria vindo do baixo latim mentire, remetendo ao latim clássico mendacium, termo ligado à palavra”….

Mais informações podem ser obtidas na Delegacia da Receita Federal no Espírito Santo, pelo telefone (27) 3211-5226

Fonte: Receita Federal