Redmi G: notebook gamer deve começar a ser vendido em setembro com preços mais acessíveis

A multinacional chinesa anunciou recentemente o lançamento de um notebook gamer com preço mais acessível

Nesta semana a Xiaomi deu início a divulgação do novo produto da marca, o notebook gamer com preço mais acessível deve começar a ser vendido ainda no mês de setembro. 

O produto deverá ser lançado nesse mês carregando em si a marca Redmi G. O primeiro exemplar de notebooks da multinacional foi lançado no ano passado, na época três versões foram colocadas a venda. 

Xiaomi: multinacional chinesa conquista o mercado brasileiro

A empresa com grande prestígio internacional chegou ao país e arrematou milhares de fãs. Os smartphones mais acessíveis e com bom desempenho chegaram no mercado e foram prontamente recebidos pelo público consumidor. 

A multinacional fundada no ano de 2010 pelos chineses Lei Jun e Liu De produz desde smartphone até smartwatches. Atualmente, vem se arriscando na produção de notebooks que prometem placa de vídeo dedicada da Nvidia e processadores da Intel. 

A marca chegou ao mercado brasileiro no ano de 2015, mas logo saiu de circulação retornando apenas no ano de 2019. 

Novo produto chega ao mercado 

A Xiaomi decidiu começar a investir no mercado de notebooks, os primeiros lançamentos começaram a circular no ano de 2020, foram opções que agradaram o público consumidor graças aos seus valores competitivos. 

Atualmente a expectativa é pelo novo lançamento da marca, o Redmi G 2021 chegará ao mercado com placas de vídeo dedicas da Nvidia e processadores da Intel.

O notebook gamer da empresa chinesa será lançado ainda esse mês, no dia 22 de setembro com base nas informações divulgadas pela Xiaomi. 

A publicação da multinacional destaca que o produto oferece “alta performance invencível” para atender os jogadores exigentes que procuram um hardware mais potente. 

Apesar da Xiaomi não ter divulgados valores, deixou a entender que o valor do Redmi G 2021 popularizará produtos de alto padrão. 

As especificações do produto também não foram anunciadas, mas a expectativa é de que seja equipado com o chip Intel Core i9 de 11º geração. O novo produto deverá suceder às versões anteriores lançadas no ano de 2020. 

A nova mercadoria da Xiaomi deve vir com Windows 10 e garantia de atualização para o 11, além de oferecer expansão até 64 gb de memória ram e 512gb de SSD. 

Além disso, o público consumidor da marca espera que o Redmi G seja lançado com o processador Ryzem 5000. 

Comentários estão fechados.