Foi realizado pelo Plenário da Câmara dos Deputados, votação sobre a possível ampliação do Auxílio Emergencial de R$ 600,00 até o final de 2020. Entretanto, a emenda foi rejeitada pelo Plenário com a maioria dos votos (309 votaram contra e 123 votaram a favor).

O benefício foi criado pelo governo para auxiliar trabalhadores autônomos, informais, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

O governo já começou a pagar a quarta parcela do Auxílio Emergencial para os beneficiários do Bolsa Família. Para quem não recebe o Bolsa Família, a quarta parcela do auxílio começou a cair na conta digital, na quarta-feira (22) para quem nasceu em janeiro, 24 de julho para os nascidos em fevereiro. O saque em dinheiro será em 25 de julho para os nascidos em janeiro e 01 de agosto para os aniversariantes de fevereiro.

  • Quem pode receber o auxílio emergencial?
  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.
  • O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:
  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.
auxilio emergencial

Calendário do Lote 1

Mês de nascimentoNº de beneficiadosDia do créditoData para saque em espécie
janeiro3,8 milhões de pessoas22 de julho25 de julho
fevereiro3,5 milhões de pessoas24 de julho01 de agosto
março3,9 milhões de pessoas29 de julho01 de agosto
abril3,8 milhões de pessoas05 de agosto08 de agosto
maio3,9 milhões de pessoas05 de agosto13 de agosto
junho3,9 milhões de pessoas07 de agosto22 de agosto
julho3,8 milhões de pessoas12 de agosto27 de agosto
agosto3,9 milhões de pessoas14 de agosto1º de setembro
setembro3,9 milhões de pessoas17 de agosto05 de setembro
outubro3,9 milhões de pessoas19 de agosto12 de setembro
novembro3,7 milhões de pessoas21 de agosto12 de setembro
dezembro3,7 milhões de pessoas26 de agosto17 de setembro

Calendário Lote 2

Mês de nascimentoNº de beneficiadosDia do créditoData para saque em espécie
janeiro3,8 milhões de pessoas28 de agosto19 de setembro
fevereiro3,5 milhões de pessoas02 de setembro22 de setembro
março3,9 milhões de pessoas04 de setembro29 de setembro
abril3,8 milhões de pessoas09 de setembro01 de outubro
maio3,9 milhões de pessoas11 de setembro03 de outubro
junho3,9 milhões de pessoas16 de setembro06 de outubro
julho3,8 milhões de pessoas18 de setembro08 de outubro
agosto3,9 milhões de pessoas23 de setembro13 de outubro
setembro3,9 milhões de pessoas25 de setembro15 de outubro
outubro3,9 milhões de pessoas28 de setembro20 de outubro
novembro3,7 milhões de pessoas28 de setembro22 de outubro
dezembro3,7 milhões de pessoas30 de setembro27 de outubro

Calendário Lote 3

Mês de nascimentoNº de beneficiadosDia do créditoData para saque em espécie (app/site e CadÚnico)
janeiro e fevereiro2,4 milhões de pessoas09 de outubro29 de outubro
março e abril2,5 milhões de pessoas16 de outubro03 de novembro
maio e junho2,5 milhões de pessoas23 de outubro10 de novembro
julho e agosto2,5 milhões de pessoas30 de outubro12 de novembro
setembro e outubro3,9 milhões de pessoas06 de novembro17 de novembro
novembro e dezembro3,9 milhões de pessoas13 de novembro19 de novembro

Calendário Lote 4

Mês de nascimentoNº de beneficiadosDia do créditoData para saque em espécie (app/site e CadÚnico)
janeiro e fevereiro1 milhão de pessoas16 de novembro26 de novembro
março e abril1 milhão de pessoas18 de novembro01 de dezembro
maio e junho1,1 milhão de pessoas20 de novembro03 de dezembro
julho e agosto1,1 milhão de pessoas23 de novembro08 de dezembro
setembro e outubro1 milhão de pessoas27 de novembro10 de dezembro
novembro e dezembro1 milhão de pessoas30 de novembro15 de dezembro