Renda Brasil poderá ser incluída no Orçamento de 2021 pelo Congresso Nacional

0

O Renda Brasil volta a fazer parte dos planos do Governo federal para 2021. A intenção é ajudar os brasileiros que estão estado de miséria. O presidente Jair Bolsonaro não desistiu de ter um programa que substitua o Bolsa Família.

Fontes administrativas afirmam que estratégias estão sendo elaboradas para custear um novo projeto de sua autoria.

No inicio de 2020, o presidente havia anunciado o Renda Brasil, que segundo ele, funcionaria em substituição ao Bolsa Família com a finalidade de criar uma carteira social única que possibilitaria as pessoas a terem emprego e incentivos fiscais para quem for de baixa renda.

Muitas dificuldades impediram o programa de seguir em frente e sair do papel. Um dos agravantes foi a falta de financiamento para bancar o programa.

Foi inclusive sugerido o final de alguns programas sociais já em vigor, como o farmácia popular e o Bolsa Família. Mas, aconteceu uma grande rejeição a proposta.

Em seguida Guedes pensou em congelar os salários do INSS ou até postergar os precatórios, que são dívidas públicas.

Mais uma vez o governo foi muito criticado, o que levou Bolsonaro a cancelar o andamento do projeto.

Novo programa

Entretanto o desejo de ter um substituto para o Bolsa Família continuou nos planos do governo, que anunciou o Renda Cidadã. Seguindo os mesmos moldes do Renda Brasil, sendo feito enxugamento em cortes relacionados a outros projetos.

Mas, até agora nenhum dois projetos conseguiram sair do papel. Resta saber o que vai acontecer em 2021 com os programas sociais e se realmente haverá um substituto para o Bolsa Família.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil