Repasse de R$ 28 milhões para o fortalecimento da pesca em Santa Catarina

O Programa é operacionalizado pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural.

O maior pólo pesqueiro do país, Santa Catarina, irá investir R$ 28 milhões para fortalecer o setor. o Governo do Estado aprovou o repasse de recursos do SC Mais Pesca para 29 municípios – iniciativa pioneira que visa melhorar a infraestrutura e as cadeias produtivas especializadas.

O Programa é operacionalizado pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural.

Segundo o Governador do Estado, Carlos Moisés, “O SC Mais Pesca traz um novo horizonte para o setor pesqueiro. Essa é a primeira vez na história que o Governo do Estado realiza investimentos desse porte na pesca artesanal catarinense, uma atividade fundamental para a nossa economia. Esse é um momento histórico e inédito no setor”.

O Programa SC Mais Pesca deve revolucionar a pesca artesanal em Santa Catarina.

As 29 cidades beneficiadas receberam recursos de até R $ 1 milhão da Secretaria da Agricultura para implantar ou reformar a infraestrutura de apoio a 42 projetos no setor de pesca artesanal. Espera-se que beneficie cerca de 25.000 famílias de pescadores, que abrangem mais de 330 comunidades de pescadores artesanais.

“O setor pesqueiro de Santa Catarina recebe um importante apoio do Governo do Estado e da Secretaria da Agricultura. Esses recursos serão fundamentais para que o setor possa expandir a sua produção, gerando emprego e renda para os catarinenses, fortalecendo toda a cadeia da pesca”, explicou o Secretário Da Agricultura, Altair Silva.

Entre as ações que apoiadas estão a construção de atracadouros, trapiches, galpões para abrigo de embarcações, mercados públicos de peixe, câmaras frias de estocagem, ranchos coletivos de pesca ou aquisição de equipamentos.

Os municípios beneficiados são: Araquari, Araranguá, Balneário Barra do Sul, Balneário Camboriú, Balneário Gaivota, Balneário Piçarras, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Garuva, Governador Celso Ramos, Imaruí, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Pescaria Brava, Porto Belo, São Francisco do Sul e Tijucas.

A Secretaria da Agricultura realiza o repasse de recursos e a contrapartida será a elaboração dos projetos e regularização junto aos órgãos competentes.

A proposta de investimento será definida pelas entidades representativas dos pescadores e maricultores de cada localidade. É importante destacar que o SC Mais Pesca fará parte da carteira de planos da Secretaria de Agricultura, mas será executado em cooperação com a Epagri, organizando pescadores e participando da elaboração do projeto na prefeitura. Será um esforço abrangente para fortalecer a pesca artesanal em Santa Catarina.

Comentários estão fechados.