Resíduo do INSS: Saiba que é, quem tem direito e como receber

Valor que não foi sacado em vida por beneficiário é chamado de resíduo do INSS

O resíduo do INSS é um valor que permanece na conta após a morte do beneficiário da Previdência Social. Esse valor pode ser solicitado pelos dependentes ou, ainda, ser requisitado por via judicial.

O resíduo do INSS nada mais é do que o valor que ficou na conta até a data da morte do beneficiário. Qualquer valor que ultrapasse a data de falecimento do beneficiário não deve ser contabilizado como resíduo.

Quem pode sacar o valor residual da Previdência?

Tem direito de receber os dependentes habilitados à pensão por morte ou, na falta deles, os sucessores (herdeiros), independentemente da abertura de inventário ou de arrolamento, nos termos do art. 624, caput, da IN n. 128/2022 e do art. 165 do Decreto n. 3.048/1999.

Segundo a legislação os dependentes da pessoa falecida são divididos em três grupos de prioridades, que são:

  • Classe 1: Cônjuge ou companheira (o), filho não emancipado menor de 21 ano, ou inválido, ou ainda que possua uma deficiência de qualquer natureza; 
  • Classe 2: Pais do titular falecido;  
  • Classe 3: Irmão não emancipado com idade inferior a 21 anos, ou inválido, ou portador de alguma deficiência. 

Como solicitar o valor residual?

Para o caso de o beneficiário falecido ter deixado dependentes, a liberação pode ser feita diretamente pelo aplicativo Meu INSS, ou mesmo pelo site.

Pelo app Meu INSS:

  • faça o login na conta do beneficiário falecido utilizando as informações solicitadas;
  • clique em “Novo Pedido”;
  • depois escolha a opção do serviço ou benefício desejado. No caso, escolha o benefício da “Pensão por Morte”.
  • Por fim, basta informar os dados solicitados.

Pelo site do Meu INSS:

  • acessar o site do Meu INSS;
  • fazer login no sistema e escolher a opção “Agendamentos/Requerimentos”
  • clicar em “Novo requerimento”
  • digitar no campo “Pesquisar” a expressão “não recebido” e selecionar o serviço desejado;

Vale lembrar que é preciso ter em mãos documentos como:

  • CPF;
  • número do benefício;
  • documento que possa identificar o falecido.
    • Em alguns casos, é possível que haja a solicitação de documentos específicos como procuração ou termo de representação legal; declaração de anuência ou documentos de comprovação de parentesco.

O acompanhamento da solicitação pode ser feito pelo Meu INSS, na opção “Agendamentos/Requerimentos”.

Já os beneficiários que não deixaram dependentes será necessário solicitar à justiça a liberação do resíduo por meio de um pedido de alvará judicial.

No entanto, se o falecido deixou algum imóvel ou bens diversos a serem partilhados, será necessário primeiro fazer a partilha de bens e depois a solicitação do resíduo.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.