Revelado novo valor do salário para 2023, confira o valor

Confira a nova previsão do salário mínimo para o ano que vem

Durante o decorrer do ano o governo federal realiza previsões de como deve ficar a inflação acumulada no final do ano, o motivo para isso é calcular o valor dos gastos para o ano seguinte.

Quanto ao cálculo da inflação, o governo também utiliza a mesma margem para realizar uma previsão de qual deve ser o salário mínimo do ano seguinte.

Tanto a inflação quanto o salário mínimo são medidos pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que é um índice utilizado pelo governo justamente para conseguir medir os avanços da inflação no país.

Nesse sentido, o governo já tem uma previsão para qual será a inflação acumulada deste ano, logo, também já é possível prever o valor do salário mínimo para o ano que vem.

Novo salário mínimo

No mês de março o governo federal enviou ao Congresso Nacional um Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias que entre os cálculos e previsões de gastos para o ano que vem também preveem o novo valor do salário mínimo.

Naquele período o cálculo da inflação previa um reajuste de 6,7% o que consequentemente impactava em um reajuste de 6,7% do salário mínimo, assim a previsão do piso nacional estava prevista para subir de R$ 1.212 pagos atualmente para R$ 1.294 em 2023.

Todavia, devido aos avanços inesperados na inflação, o governo identificou uma nova alta além do que estava previsto para a inflação, onde o INPC registrou uma alta de 8,1%.

Nesse sentido o salário mínimo que estava previsto para R$ 1.294 acabou ganhando uma nova alta e pode chegar a R$ 1.310,17 no ano que vem.

Vale lembrar que ainda, no decorrer do ano, o salário mínimo para 2023 pode passar por um novo reajuste, com base em possíveis altas da inflação além do previsto pelo governo.

Calculo do salário mínimo

O cálculo do salário mínimo para os brasileiros não significam um ganho real para os trabalhadores tendo em vista que a correção tem como finalidade corrigir os avanços da inflação para que não seja perdido o poder de compra.

A última vez que os brasileiros tiveram uma alta real no salário mínimo foi em 2019, quando o governo utilizava o INPC e o PIB (Produto Interno Bruto) que refletia a riqueza de dois anos anteriores para determinar o novo piso.

Cálculo esse que desde 2020 não é aplicado, e conforme previsão do governo para o salário do ano que vem, também não deverá ser utilizado.

Comentários estão fechados.