Revisão da Vida Toda: Confira alguns pontos que merecem atenção antes de solicitar

A revisão da vida inteira pode se tornar uma grande vitória social para os aposentados

A Revisão da Vida Toda com certeza é um dos julgamentos mais aguardados pelo Direito Previdenciário em 2022, a expectativa de muitos segurados é de que o DTF julgue o projeto ainda neste ano.

Ainda não foi definida a data da inclusão da ação na pauta do STF, por isso o processo ainda está aguardado um julgamento.

Basicamente essa revisão visa incluir as contribuições previdenciárias realizadas antes de 1994, levando em conta todo período contributivo do segurado.

O pedido de revisão pode ser feito por todos aqueles que se aposentaram depois de 1999 e que tinham contribuições com salários mais altos antes de julho de 1994.

Revisão da Vida Toda: Vantagens

  • Ter o valor da aposentadoria aumentado: Com a revisão da aposentadoria os aposentados que entram com o processo terão os valores maiores que os atuais, isso porque as contribuições de antes de julho de 1994 podem ser incluídas na aposentadoria.
  •  Recebimento de atrasados: Caso haja êxito no processo judicial a RVT irá proporcionar o recebimento de atrasados, caso o benefício recebido tenha 5 ou mais anos, estes serão pagos corrigidos.
  • Aumento do valor da pensão por morte: Caso o falecimento do segurado que não era aposentado e com menos de 10 anos ou se a aposentadoria que originou a pensão por morte tiver maiores salários de contribuição anteriores a julho de 1994, a pensão por morte poderá ser revisada.

Revisão da Vida Toda: Pontos que merecem atenção

Mas é preciso prestar muita atenção antes de fazer a solicitação pois se as contribuições antes do ano em questão tiverem sido com valores baixos, o benefício pode sofrer redução na hora da revisão.

Também é preciso se atentar que a solicitação da revisão da aposentadoria do INSS só pode ser realizada nos 10 primeiros anos a contar a partir do primeiro pagamento recebido pelo Instituto. Por isso o mais indicado é antes de tudo procurar um advogado previdenciário.

Tramitação

O Ministro Alexandre de Moraes fez um pedido de vista no julgamento do Tema 1.102 no dia 11 de junho, porém a votação ficou empatada em 5×5, e seu voto irá decidir o caso.

Votos a favor:

  • Ministro Marco Aurélio (relator);
  • Ministro Edson Fachin;
  • Ministra Carmen Lúcia;
  • Ministra Rosa Weber;
  • Ministro Ricardo Lewandowski;

Votos contra:

  • Ministro Kassio Nunes;
  • Ministro Luiz Fux;
  • Ministro Roberto Barroso;
  • Ministro Dias Toffoli;
  • Ministro Gilmar Mendes

Agora o que todos esperam é o voto mais aguardado, o do Ministro Alexandre Moraes, que proferiu decisão no sentido de que a discussão da Vida Toda seria INFRACONSTITUCIONAL, ou seja, não seria competência do STF julgar a questão, prevalecendo o entendimento do STJ (favorável à revisão)

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.