RFB arrecadou mais de 193 bilhões no mês de dezembro de 2021

Valor representa acréscimo (IPCA) de 10,76% em relação ao mesmo período de 2020

A arrecadação total das Receitas Federais atingiu, em dezembro de 2021, o valor de R$ 193 bilhões e 902 milhões, registrando acréscimo real (IPCA) de 10,76% em relação a dezembro de 2020. No período acumulado de janeiro a dezembro de 2021, a arrecadação alcançou o valor de R$ 1 trilhão, 878 bilhões e 816 milhões, representando um acréscimo pelo IPCA de 17,36%. Importante observar que se trata do melhor desempenho arrecadatório desde 2000, para o período acumulado. O mesmo acontecendo para os meses de fevereiro, março, abril, maio, julho, agosto, setembro e dezembro de 2021.

Quanto às Receitas Administradas pela RFB, o valor arrecadado, em dezembro de 2021, foi de R$ 188 bilhões e 996 milhões, representando um acréscimo real (IPCA) de 9,82%, enquanto que no período acumulado de janeiro a dezembro de 2021, a arrecadação alcançou R$ 1 trilhão, 792 bilhões e 27 milhões, registrando acréscimo real (IPCA) de 16,11%.

O resultado pode ser explicado, principalmente, pelos fatores não recorrentes, como recolhimentos extraordinários de, aproximadamente, R$ 40 bilhões do IRPJ/CSLL de janeiro a dezembro de 2021 e pelos recolhimentos extraordinários de R$ 8 bilhões no mesmo período do ano anterior. Além disso, as compensações cresceram 14% no período acumulado. Na tabela abaixo estão discriminados os principais fatores que concorreram para o resultado do mês e do período acumulado.

Clique aqui para acessar o material completo.

Original de Agência Brasil

Comentários estão fechados.