Rio sem Réveillon até segunda ordem

O prefeito da cidade maravilhosa disse que sua decisão foi tomada após a manifestação do comitê científico do estado

A Prefeitura do Rio de Janeiro cancelou o Réveillon, no entanto, horas depois do prefeito Eduardo Paes (PSD-RJ) confirmar a decisão, o governador Cláudio Castro (PL-RJ) publicou em seu Twitter que uma reunião na próxima semana será responsável por determinar como serão os festejos de Final de Ano.

O prefeito da cidade maravilhosa disse que sua decisão foi tomada após a manifestação do comitê científico do estado recomendar a não realização da tradicional festa na praia de Copacabana. O comitê está preocupado com a variante ômicron e não quer uma nova paralisação no Estado.

Até então, o Paes tinha o aval do comitê municipal para que o evento fosse realizado, porém, decidiu seguir as orientações mais restritivas do governo estadual durante a festa.

O governador do estado afirmou em suas redes sociais que já conversou com o prefeito Eduardo Paes para que os dois tomem uma decisão durante a reunião.

“Falei há pouco com o prefeito Eduardo Paes e decidimos, juntos, que faremos uma reunião na próxima semana para uma decisão final sobre as festas do réveillon. Neste encontro, participarão técnicos da saúde do Estado e do município”.

De acordo com o portal UOL, Paes disse que é muito difícil voltar atrás em sua decisão. “É muito difícil voltar atrás” de sua decisão porque não se trata de “uma festinha entre amigos”. 

O prefeito publicou no Twitter um texto que diz haver opiniões divergentes sobre o assunto.

“Respeitamos a ciência. Como são opiniões divergentes entre comitês científicos, vamos sempre ficar com a mais restritiva.  O Comitê da prefeitura diz que pode.  O do Estado diz que não.  Então não pode.  Vamos cancelar dessa forma a celebração oficial do réveillon do Rio”. 

A festa de Réveillon de Copacabana, no Rio de Janeiro, é uma das mais famosas do país, atraindo turistas de todos os estados como também do exterior. Ano passado, por causa da pandemia de Covid-19, o evento também foi suspenso.

Comentários estão fechados.