Dias antes do UFC 190, que acontece neste sábado, no Rio de Janeiro, a campeã peso galo, Ronda Rousey participou de uma conferência por telefone para falar sobre suas expectativas para o confronto com a desafiante Bethe Correia. Entre muitos assuntos, a americana falou sobre o confronto com a brasileira e durante 40 minutos respondendo as perguntas dos jornalistas participantes repetiu diversas vezes que “vai aplicar uma surra” na rival.

Saiba quem é Bethe Correia

Antes do UFC 190, o Ultimate produziu a sua tradicional série que acompanha os principais atletas de um grande evento durante a semana da luta. Seguindo os passos de Bethe Correia, a produção do torneio gravou a brasuca indo ao salão de cabeleireiro para se produzir para o evento de sábado.


A campeã promete atropelar a brasileira e reforçou seu incômodo com o polêmico comentário de Bethe, onde a brasileira disse que espera que a rival “não se mate” se perder a luta. Apesar de ter dito que não fez a declaração como provocação em relação à tragédia ocorrida com o pai de Rousey, a qual ela garante que nem sabia na época que foi feita, a brasileira terá de lidar com a polêmica, uma vez que Ronda não aceitou sua versão.

“Eu vou bater Bethe da forma mais fantástica e interessante possível. Acho que tudo que ela falou antes do comentário sobre o suicídio do meu pai era de se entender. Uma vez que ela falou isso, se tornou pessoal pra mim. Para ser honesta, minha mãe está irritada e não quer que eu prolongue a luta com Bethe. Ela quer que eu acabe com isso o mais rápido o possível. Não vou dizer que vai acabar assim, de forma demorada. Estou pronta para uma guerra de cinco rounds, quem sabe o que pode acontecer? Estou pronta para 5 rounds de guerra… As últimas lutas que terminaram rápido, não foi a intenção, aconteceu”, se explicou.

Ronda tem declarado que sua intenção é fazer a rival “sofrer” dentro do octógono, e que diferente das últimas vezes, agora ela pretende passar mais tempo no octógono, batendo Correia de forma dominante, e não com a mesma velocidade com a qual superou as últimas rivais. “Quero gastar mais tempo no octógono, Quero gastar tempo lá. Caso contrário dois dias depois estou na academia. Trouxe minha família inteira para o Brasil para todos me verem espancar Bethe Correia e então tirar férias. Estou empolgada, quero tirar quatro dias de férias, mas minha equipe quer que eu tire 20 dias de descanso”, revelou.

Por fim, a americana explicou sua ideia de aceitar colocar o cinturão em jogo no Brasil, país da rival. Para ela, a atmosfera desfavorável é parte de seu plano de colocar uma pressão em si mesma. “Sinto muita responsabilidade, quero ser a campeã mais confiável do UFC. Quero me desafiar, quero mais desafios, quero me colocar como azarão para me sentir nessa posição. Não terei o apoio caseiro, preciso me sentir o azarão, isso me mantém motivada”, concluiu.

Além de Ronda x Bethe, o UFC 190 conta com o reencontro entre Mauricio Shogun e Rogério Minotouro, dez anos após a luta épica dos dois no Pride. Nomes como Rodrigo Minotauro, Antônio Pezão, Demian Maia e Warlley Alves também estão escalados para o show. (Fonte BondeNews)

[useful_banner_manager banners=21 count=1]

Comente

Comentários