Sacar o Auxílio Emergencial no Aplicativo Caixa tem gerado reclamações

0

Milhões de brasileiros se sentiram aliviados quando o governo anunciou o benefício de R$ 600, em virtude da pandemia do novo coronavírus. No entanto, trabalhadores ainda não conseguiram receber o benefício por causa de erros e falhas no aplicativo e/ou nos sistemas da Caixa Econômica Federal.

Aplicativo Caixa recebe uma enxurrada de reclamações

O aplicativo Caixa começou a apresentar problemas a partir de 15 de abril, de modo que o cidadão passou a não conseguir solicitar o Auxílio Emergencial. São vários os problemas. E todos só tem uma reclamação, o aplicativo não sai do primeiro passo.

As criticas em relação ao aplicativo Caixa Tem e à demora na liberação do Auxílio Emergencial de R$ 600 são enormes e ainda, as pessoas estão precisando sair de casa para ir ao banco, para tentar resolver o problema e conseguir sacar o dinheiro.

A reclamação virou assunto mais comentado nas redes sociais. Inclusive nas lojas de aplicativos, as queixas também são constantes.

Veja nota de esclarecimento da Caixa

“A CAIXA informa que o aplicativo CAIXA Tem está disponível 24 noras por dia, todos os dias. O banco implementa continuamente melhorias nas soluções de tecnologia, mas, considerando o grande volume de acessos, podem ocorrer intermitências no serviço nos momentos de maior concentração.

O aplicativo CAIXA Tem, utilizado para a movimentação dos recursos creditados na Poupança Social Digital, foi baixado por mais de 52 milhões de pessoas, sendo que 60% das que baixaram não fazem parte do público-alvo e, portanto, não precisam utilizar o CAIXA Tem.

Somente no dia 22/04, mais de 2,2 milhões de clientes distintos acessaram suas contas através do CAIXA Tem, tendo sido realizadas mais de 7 milhões de transações entre consultas e movimentações. Já foram registrados mais de 500 mil usuários simultâneos no aplicativo.

Informamos que 60% dos beneficiados receberam o Auxílio Emergencial por meio de crédito em poupança da CAIXA, conta em outro banco ou através do Bolsa Família. Para os 40% restantes, foi aberta a Poupança Social Digital, movimentada através do aplicativo CAIXA Tem. Esta conta foi criada com o intuito de bancarizar os cidadãos que estavam fora do sistema financeiro.

Vale ressaltar: o aplicativo CAIXA Tem está disponível exclusivamente para clientes que têm direito ao Auxílio Emergencial e receberão o crédito por meio Poupança Social Digital.

Para agilizar ainda mais a navegação na plataforma, a CAIXA liberou uma nova versão do CAIXA Tem, com o objetivo principal de gerenciar o acesso ao aplicativo, priorizando o público-alvo do Auxílio Emergencial, que são os inscritos no CadÚnico e que não indicaram contas para recebimento, seja da CAIXA ou de outros bancos. Beneficiários do Bolsa Família, quem já tem poupança na CAIXA e correntistas de outros bancos não precisam baixar o app. Também foi ampliada a capacidade de acessos simultâneos, disponibilizando uma previsão de atendimento aos usuários que não conseguirem acesso imediato, nos horários de maior utilização.

A nova versão do aplicativo também possui a funcionalidade de ‘saque sem cartão’, que poderá ser efetuado conforme o calendário de saque em espécie.

Com o objetivo de evitar aglomerações nas agências e unidades lotéricas, expondo empregados, parceiros e clientes ao risco de contágio, a CAIXA escalonou o calendário de saque da seguinte forma:

  • 27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 28 de abril – nascidos em março e abril
  • 29 de abril – nascidos em maio e junho
  • 30 de abril – nascidos julho e agosto
  • 04 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 05 de maio – nascidos em novembro e dezembro

A CAIXA reforça que não é necessária corrida às agências ou às lotéricas para realizar os saques em espécie. Bastará informar no CAIXA Tem o valor a ser retirado e será gerado um código autorizador, com validade de duas horas, para saque nos caixas eletrônicos, casas lotéricas ou correspondentes CAIXA Aqui.”