Saiba como fazer o planejamento tributário ideal para a sua empresa

0

O planejamento tributário se trata da gestão de pagamento dos tributos incidentes sobre uma empresa, incluindo o estudo para tentar reduzir legalmente a carga tributária. 

Este planejamento deve ser operacional e agregar as obrigações legais ao realizar a escrituração das principais operações, ao mesmo tempo em que o pagamento dos impostos também deve ser incluído para alinhar adequadamente as estratégias junto à equipe contábil.

Portanto, o planejamento contábil precisa ser estratégico, tendo em vista que se trata de integrar a equipe no regime tributário mais indicado.

Neste sentido, observe a seguir, a maneira adequada para proceder com o planejamento tributário e se manter dentro do respectivo enquadramento legal.

Como fazer um planejamento tributário?

Antes de mais nada, é fundamental entender quais são os processos e objetivos da empresa, por exemplo, a estruturação do capital, ciclos operacionais e estratégicos. 

Veja os principais passos para ter um planejamento tributário de sucesso.

1 – Atenção à Legislação Tributária

Tanto a equipe fiscal quanto o contador são essenciais para fazer um planejamento adequado, desde que o empresário tenha um conhecimento básico sobre o assunto.

Por isso, procure ter uma noção mínima que seja sobre o tema para participar efetivamente do planejamento, com o objetivo de obter bons resultados. 

planejamento tributário

2 – Apuração do regime tributário inerente ao negócio

Visando elaborar um planejamento tributário bem feito, é importante se lembrar de que conhecer a fundo quais são os regimes tributários em que a empresa em questão pode se enquadrar, ou seja, o Lucro Real, Lucro Presumido ou Simples Nacional. 

Certamente essas definições serão fundamentais para que o planejamento seja feito corretamente, além de ser um fator fundamental na apuração de impostos. 

Porém, recomenda-se o auxílio de um profissional contábil para aumentar as chances de resultados positivos. 

3 – Descobrir o impacto do PIS e Cofins no planejamento tributário

Um dos pontos mais importantes é a indicação sobre um regime cumulativo ou não cumulativo, inerente ao Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). 

Desta forma, se a empresa for optante pelo Lucro Presumido, é necessário apurar todos os tributos com base no regime cumulativo. 

Por outro lado, se a empresa optar pelo Lucro Real, a apuração deve ser feita pelo regime não cumulativo, motivo pelo qual é fundamental compreender esta diferença. 

Além do mais, considerar a contribuição social e o Imposto de Renda (IR) também é necessário, bem como a economia tributária. 

4 – Definir planos a curto, médio e longo prazo

Ao realizar o planejamento tributário, é preciso traçar metas e estipular onde a empresa deverá chegar dentro de determinado período. 

Por isso, avalie o fluxo de caixa, bem como as projeções para o futuro, tendo em vista que as condições podem promover alterações no regime tributário. 

5 – Simular impactos no cenário da empresa

Por último, mas não menos importante, ao colocar todas as dicas anteriores em prática, a realidade é que o empresário já conseguiu definir qual é o modelo de regime tributário mais vantajoso para o negócio. 

Entretanto, também é essencial provar que este é o principal propósito do cenário em questão. 

Para isso, faça simulações tributárias de cada regime cotado no intuito de conferir qual é o enquadramento mais apropriado para a empresa.

Se no passo quatro o planejamento tributário for modificado, o regime também deverá ser alterado, sendo assim, o ideal é que ocorra sempre uma vez ao ano com base na definição proposta pelo planejamento. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Laura Alvarenga