Saiba como funciona a auditoria fiscal nos comércios

0

A auditoria fiscal é um processo muito importante para os estabelecimentos comerciais. Ela é essencial para ajudar uma organização a cumprir as suas obrigações tributárias e, por isso, colabora para tornar a gestão mais alinhada com o fisco, permitindo a implementação de ações necessárias para regularizar possíveis erros no pagamento de tributos.

Quer entender mais sobre o processo de audição para aplicar em seu estabelecimento comercial? Preparamos um artigo com as informações que você precisa saber sobre o tema. Leia mais a seguir!

O que é auditoria fiscal?

A Auditoria Fiscal é uma prática realizada em estabelecimentos para garantir que eles façam o seu controle tributário de forma adequada. Nela, um profissional auditor verifica todas as questões referentes a impostos pagos e falhas legais, por exemplo, e identifica o que ainda precisa ser feito.

Além disso, ela é uma ferramenta importante para pensar em melhorias, identificar possibilidades e obter vantagens para a administração. Como resultado final da auditoria, a empresa obtém um planejamento tributário bem formulado e cumpre seus compromissos com a lei.

https://www.jornalcontabil.com.br/saiba-tudo-sobre-o-super-simples-ou-simples-nacional/

Como funciona a auditoria fiscal em estabelecimentos comerciais?

Para a realização da auditoria fiscal em um estabelecimento comercial, as empresas contratam um auditor independente. Isso significa que ele não tem nenhum vínculo com as organizações, sendo imparcial.

O trabalho do profissional se inicia pela análise dos tributos da empresa. Nessa etapa, é feita uma comparação dos documentos fiscais, das finanças da organização e do pagamento dos impostos que ela realizou.

A principal intenção aqui é localizar e identificar possíveis falhas nos processos, como fraudes e pagamentos realizados de maneira errônea. A função principal é certificar o cumprimento da legalidade referente aos tributos das esferas municipal, estadual e federal. De modo geral, os seguintes impostos são levados em consideração:

  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Escrituração Contábil Fiscal (ECF);
  • Escrituração Fiscal Digital (EFD);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSSL);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ).

Ao final do processo, a empresa recebe uma avaliação sobre sua situação contábil, orientação sobre possíveis procedimentos de melhoria a serem adotados e, como já dito anteriormente, um planejamento contábil adequado. Desse modo, evitam-se multas e prejuízos frente ao fisco por conta de irregularidades.

Como se preparar para uma auditoria fiscal em seu estabelecimento?

É obrigatório, por lei, que as empresas tenham um planejamento tributário. A exigência é bastante compreensível, tendo em vista que, em média, 40% do faturamento de uma empresa é destinado a tributos.

Parte do planejamento prevê que esteja disponível um especialista no assunto, com o qual a organização poderá contar para consultar a legislação, notificar possíveis falhas, aprimorar o andamento dos processos e se preparar para estar em dia no momento da auditoria.

Realizar a auditoria fiscal em estabelecimentos comerciais é essencial para cumprir com as obrigações legais da empresa. Por meio dessa prática, você poderá aprimorar o seu processo e analisar todas as brechas na sua gestão de tributos.

Conteúdo original via Migrate

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.