Considerado pelos especialistas um dos mercados mais seguros para se investir, o setor de imóveis demonstrou a sua força mesmo diante da pandemia do coronavírus e da consequente crise econômica do país.

Um levantamento realizado pela BRAIN Inteligência Corporativa junto à Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) mostra que houve um crescimento acima de 20% na compra de imóveis entre junho e julho deste ano.

Assim como em outros segmentos, o setor precisou se reinventar e trazer novidades tecnológicas para alavancar as vendas e se adaptar às novas rotinas dos consumidores.

Lançamentos virtuais, vendas on-line, visitas com ajuda de realidade virtual, drones para captação de boas imagens, automatização de processos e investimento em marketing digital são alguns exemplos.

Com todos esses recursos e o considerável crescimento nas vendas, os investidores começam a olhar para o mercado imobiliário como uma opção para investir com criptomoedas ou para transformar os ativos digitais em serviços para compra e venda de imóveis.

Como investir em imóveis utilizando criptomoedas?

Segundo o advogado curitibano Fernando Lopes, que também é blockchain/IOT developer e foi responsável por assessorar o primeiro projeto de criptoproperties do Brasil, os ativos digitais próprios para o mercado imobiliário visam um segmento em constante crescimento, principalmente durante a pandemia, onde as pessoas ficaram mais tempo em casa e começaram a olhar para as suas residências com mais atenção e cuidado.

A ImobCoin, criptomoeda criada com o objetivo de desintermediar e aumentar a eficiência dos processos, é um exemplo de ativo digital com foco em transações imobiliárias.

Ela pode ser usada para depósito caução de aluguel, comprar ou alugar um imóvel, distribuir ROI entre franquias imobiliárias, investir no mercado imobiliário e comprar e vender criptoproperties.

“Impulsionando a cooperação, a coordenação e a descentralização das negociações, a criptomoeda propõe a economia circular e compartilhada, em que todos saem ganhando.

Ela já é uma realidade e o que queremos é trazê-la para o mercado imobiliário”, explica Lopes, que assessorou o processo de criação da Imobcoin.

Além disso, a empresa viabiliza e dá suporte a empreendedores que queiram anunciar seus ativos em criptoproperties.

Uma imobiliária, por exemplo, que queira transformar seu imóvel em um ativo digital, pode criar tokens e ofertar pela plataforma da ImobCoin.

Com a disponibilidade de cashback, os compradores do primeiro lote da ImobCoin recebem 10% do valor da compra de volta.

Por ImobCoin