Saiba como se comportar durante a entrevista do primeiro emprego

Veja dicas de como se sair bem, mesmo com pouca ou nenhuma experiência profissional anterior

Mãos geladas e suadas, coração palpitante e nervosismo acentuado. Quem nunca passou por isso numa entrevista de emprego? E quem está em busca da primeira oportunidade pode ter outras sensações mais acentuadas de ansiedade, afinal, se sair bem e conquistar a tão buscada vaga é o objetivo da maioria dos jovens ou adultos que querem seu lugar no concorrido mercado de trabalho. “Usualmente, quem está em busca do primeiro emprego não tem nenhuma experiência profissional. Se é o seu caso, isso não quer dizer que você não tenha outros atributos interessantes, os quais são constantemente observados pelas empresas. Minha primeira dica é: tenha calma. Lembre-se que a entrevista de emprego nada mais é do que um bate-papo”, ensina o headhunter e CEO da Prime Talent Executive Search, David Braga.

Segundo ele, a entrevista é o momento em que o candidato terá a oportunidade de se fazer conhecido e, ao mesmo tempo, entender melhor a posição para a qual está se candidatando. Por isso, é essencial mostrar exatamente quem você é, com suas potencialidades, habilidades e seus pontos a desenvolver. “Jamais tente criar um personagem para parecer alguém perfeito, mesmo porque essa pessoa não existe, e um bom entrevistador perceberá que você não está sendo natural”, alerta.

Além disso, ainda que não tenha histórico de empregos anteriores, já que estará pleiteando o seu primeiro emprego, o candidato pode contar, por exemplo, como foi seu estágio, suas experiências, seus desafios, suas viagens ao exterior – caso tenha tido esta oportunidade – e até se faz algum trabalho social na comunidade em que vive. Segundo David Braga, todos esses aspectos já dizem muito sobre a pessoa e podem reforçar competências e habilidades que ela já tem.

“Tudo o que fazemos deixa marcas e constrói experiências. A pessoa que se envolve em ações sociais, por exemplo, mostra que tem empatia com o outro, que gosta de ajudar e que quer construir um legado. Já quem teve a oportunidade de viajar para lugares diferentes ou passou por adversidades e alguns problemas em sua vida pode transmitir informações de que é um profissional com mente aberta, resiliente, criativo e até mesmo de atitude”, comenta.

Braga indica que o(a) candidato(a) pesquise sobre a empresa antes da entrevista, afinal, se quer conquistar a posição, trabalhará, no mínimo, oito horas por dia. Então, precisa ser um lugar que tenha aderência com o que a pessoa quer para sua vida, um ambiente para se desenvolver, ser desafiado(a) e melhorar a cada dia, seja como pessoa, seja como profissional.

Outros aspectos importantes que ele menciona que devem ser explorados pelo candidato durante a entrevista são ser curioso, perguntar e mostrar dúvidas sobre o cargo pretendido e também sobre a empresa. “O candidato pode perguntar mais detalhes sobre suas atividades diárias; a quem estará subordinado; quantas pessoas integram sua equipe; se a empresa tem programas de diversidade e cultura; se há parcerias com escolas de idiomas ou pós-graduação, o que demonstra seu interesse em aprender novos idiomas e ampliar seus conhecimentos”, acrescenta Braga.

Por David Braga é CEO, board advisor e headhunter da Prime Talent Executive Search.

Comentários estão fechados.