Saiba quais estados e capitais cancelaram as festas de ano novo

0

O final do ano chegou, e as expectativas de que os avanços da Covid-19 seriam controlados caíram por terra, os casos seguem avançando e tendo novos picos em casos e internações.

Logo, devido a pandemia, para tentar conter o desenvolvimento do vírus, as prefeituras de nove capitais além de três estados endureceram as medidas com relação às comemorações de final de ano.

No geral as festas de fim de ano estão canceladas, o atendimento em bares e restaurantes serão limitados além do consumo de bebida alcoólica ter sido restrito.

Festas proibidas

Para os estados de Pernambuco, Rio Grande do Sul e Bahia que pretendem comemorar a chegada do ano novo com festas de fim de ano devem alterar os seus planos. Estes três estados proibiram a realização de eventos de Revellion.

Para o estado de Pernambuco a medida vale para espaços públicos, hotéis, clubes e condomínios.

Para o Rio Grande do Sul, as festas de fim de ano não poderão ser realizadas tanto em empresaras, condomínios ou clubes. Além disso estado gaúcho recomenda a não realização de confraternização.

Já na Bahia que está enfrentando uma segunda onda, a proibição das festas de fim de ano e shows seguem até o dia 17 de dezembro, contudo há indicativo de que o estado estenda a data. Na capital, Salvador, o festival da virada está cancelado.

Na capital Mineira, Belo Horizonte também adotou medidas para cancelar as festas de ano novo em diversos espaços e ainda recomenda que a população não realize ou participe de confraternizações.

Em Ponte Negra, principal balneário público de Manaus, a festa tradicional de ano novo também está cancelado e o local inclusive se encontra interditado.

Bares e restaurantes

Além do cancelamento dos festejos de fim de ano, as capitais adotaram algumas medidas para diminuir a circulação de pessoas este mês de dezembro, as restrições valem para bares, restaurantes e casas noturnas. Veja como fica o funcionamento.

Recife

Bares e restaurantes podem funcionar no máximo até a 00h e com uma capacidade de público reduzida em 70%, além disso as mesas devem ter um distanciamento de pelo menos um metro entre cada uma delas.

Manaus

Casas de show e bares só podem funcionar com no máximo 50% de sua capacidade.

Porto Alegre

O funcionamento de bares e restaurantes ficam restritos até às 22h, com clientes sentados em mesas com distancia de ao menos dois metros. Musica ao vivo ou ambiente que atrapalhe a comunicação está suspensa. Casas de show só podem funcionar como bar e restaurante, sem pessoas em pé.

Salvador

Bares dos Rio Vermelho e Itapuã, os principais da capital devem encerrar seu atendimento às 17h na sexta, sábado e domingo.

Fortaleza

Restaurantes podem funcionar apenas com 50% de sua lotação máxima e até às 23h. Bares estão proibidos.

Rio de Janeiro

Bares e restaurantes não possuem restrição de horário, contudo devem funcionar com lotação de dois terços do publico e um distanciamento de ao menos dois metros entre as mesas.

Consumo de bebida alcoólica

Para Belo Horizonte não é permitido o consumo de bebida alcoólica nos bares, restaurantes, feiras e similares.

Já Curitiba proíbe a venda de destilados após as 23h em espaços públicos, nas lojas de conveniência dos pontos de combustíveis e em condomínios. O horário segue o mesmo imposto no toque de recolher.

Com informações Folha de S.Paulo, adaptado por Jornal Contábil