Saiba quais são as obrigações contábeis de uma sociedade de advogados

Muitos profissionais da área jurídica ainda possuem dúvidas em relação às obrigações contábeis de uma sociedade de advogados e a grande maioria ainda opta por trabalhar como autônomo, correndo o risco de deixar de pagar impostos e cair na malha fina ou pagar tributos em exagero – especialmente se comparado com a tabela do Simples Nacional.
No texto de hoje, vamos explicar de forma bem objetiva quais são as obrigações contábeis de quem abre uma advocacia e as vantagens de estar em uma sociedade ao invés de trabalhar sozinho. Confira mais abaixo o que separamos!

Quais são as obrigações contábeis de uma sociedade de advogados?

Antes de tudo, precisamos explicar quais são as suas obrigações como parte de uma sociedade de advogados. Independente da forma escolhida para enquadrar sua empresa ou mesmo se você é um profissional liberal, existem tributos que devem ser pagos em dia para garantir a legalidade do seu trabalho. Entre eles, estão:

  • INSS de acordo com a renda.
  • Imposto de Renda (IR).
  • Impostos Federais (dependendo do enquadramento)

Esses são os impostos básicos que qualquer pessoa com renda deve pagar. Se você presta serviços como advogado e ainda não realizou nenhum pagamento ao governo, existe um problema com sua contabilidade que precisa ser resolvido de imediato – para evitar cobranças maiores no futuro e até congelamento da sua conta bancária.
Se esse for o seu caso, nós indicamos que procure um contador o mais rápido possível – na maioria das vezes, o processo de legalização é muito rápido e simples.

Sociedade de advogados pode economizar com impostos optando pelo Simples Nacional!

Agora que você sabe da urgência de legalizar seu trabalho, existe também uma importante dica para quem quer fazer isso pagamento menos impostos – o simples nacional. O programa foi criado com o intuito de unificar os tipos de empresa e diminuir as burocracias desnecessárias, além de diminuir os impostos para empresas de pequeno e médio porte.
O Simples Nacional trabalha com uma série de enquadramentos, como o MEI, ME e EPP – em geral, as sociedades de advogados podem se enquadrar como ME, dependendo do faturamento anual.
E quais são as vantagens de estar em dia com as obrigações contábeis de uma sociedade de advogados pelo Simples Nacional? Listamos algumas:

    • O INSS costuma ser de até 20% para autônomos, considerando a renda anual. Como empreendedor, esse desconto pode cair para 11%, o que significa uma diferença enorme nos descontos mensais.
    • É importante falar também do imposto federal – DAS, que estando dentro do limite de ME, seu imposto inicia em 4,5%, reduzindo significamente os impostos se comparados a pessoa física que pode chegar a 27,5%. Nesse caso, ser autônomo é, de fato, um desperdício de dinheiro.
    • Outra vantagem dependendo do faturamento é adesão ao ISSQN fixo em algumas prefeituras que é o caso de Campinas, que você recolhe por profissional e não pelo seu faturamento, reduzindo ainda mais a lucratividade.
    • E por fim a vantagem de regularizar seus rendimentos de pessoa física, fazendo a retirada pró-labore, contribuindo com a previdência e distribuindo os lucros da empresa, que são isentos de tributação.

Todas as vantagens do Simples Nacional não foram criadas à toa: a ideia do programa é facilitar a vida de quem trabalha por conta própria ou quer empreender.

Como escolher o enquadramento certo?

As obrigações contábeis de uma sociedade de advogados são as mesmas do que para qualquer empresa aberta e precisam ser legalizadas o quanto antes para evitar problemas com a Receita Federal. Escolher o enquadramento dependerá quase que exclusivamente dos seus ganhos anuais – e, claro, das previsões de ganhos futuros.
Por exemplo, se sua empresa tem uma previsão de aumentar o faturamento em poucos meses ou mesmo nos próximos anos, pode valer a pena optar por um enquadramento com a margem de lucro maior.
Essa análise baseada na sua contabilidade deve ser feita por um contador de confiança que tenha experiência com esse tipo de empresa.

Ele saberá definir a melhor forma de legalizar a sociedade e como agir em caso de problemas, como impostos que não foram pagos, por exemplo. Nossa dica é que você mantenha sempre uma parceria com esse profissional e mantenha sua contabilidade em dia para evitar problemas.

Como advogado, esse processo pode ser ainda mais simples, já que é provável que alguns dos documentos essenciais, como os informes dos rendimentos, estejam sendo produzidos. Mesmo se nao for o caso, com a ajuda do contador, reunir essas informações é bem simples.

Conclusões

No texto de hoje, você descobriu algumas das obrigações contábeis de uma sociedade de advogados. Vale lembrar que todas as empresas, independente da área de atuação, devem estar em dia com a Receita Federal e sempre com seus impostos pagos devidamente.
Se você é autônomo, pode ser muito mais vantajoso optar pelo Simples Nacional – veja com um contador a possibilidade de fazer essa transição o quanto antes.
Lembre-se que abrir uma empresa pode ser um processo bastante trabalhoso, porém, com o auxílio adequado, você conseguirá realizá-lo em poucos dias.

Conteúdo via JVI Contabilidade