Quer formalizar sua empresa ainda este ano? Saiba quanto custa ser MEI

0

Muitos brasileiros têm buscado informações sobre a formalização de seus empreendimentos durante a pandemia.

Isso garante segurança e certos benefícios aos trabalhadores, principalmente quando  assunto é Previdência Social.

Então, você deve estar se perguntando se o registro MEI é vantajoso e qual valor do investimento para registrar o MEI ainda este ano. 

Para te ajudar a entender quais são esses custos, preparamos esse artigo com as principais informações sobre o MEI.

Assim, você poderá analisar se vale a pena a abertura do MEI e quando deverá investir. 

Vantagens do MEI

A principal pergunta na hora de formalizar sua empresa é se vale a pena escolher o MEI.

Então, separamos algumas vantagens que você terá ao formalizar a sua empresa como microempreendedor individual. 

  • Aposentadoria;
  • Auxílio doença;
  • Salário maternidade;
  • Cadastro como pessoa jurídica;
  • Emissão de notas fiscais;
  • Prestação de serviços ou venda de produtos para outras empresas;
  • Registro facilitado e gratuito: via internet;
  • Simplificação no pagamento dos impostos referentes à sua atividade

Custos

Muitas pessoas ainda não sabem quais são os custos para se tornar um microempreendedor individual.

Pois saiba que você ainda pode fazer seu registro este ano e aproveitar os valores fixados para o exercício atual.

Então, já ressaltamos que o MEI têm apenas um custo mensal que deve ser pago todo dia 20: o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). 

Neste documento está o valor que é pago pelo MEI, porém, para saber qual será é preciso definir qual será sua atividade e assim, saber em qual ramo ela entrará.

Existem três opções de enquadramento: 

  • Comércio e indústria: podemos citar como exemplo, uma loja de roupas, uma loja de calçados, etc; 
  • Serviços: sendo enquadrado aqueles microempreendedores que executam serviços como por exemplo um instalador de ar condicionado, mecânico, etc; 
  • Comércio e Serviço: que reúnem as duas atividades como o próprio nome ressalta. 

Desta forma, os valores ficam definidos da seguinte forma: 

AtividadeINSSICMS/ISSTotal
Comércio e Indústria (ICMS)52,251,0053,25
Serviços (ISS)52,255,0057,25
Comércio e Serviços (ICMS e ISS)52,256,0058,25

Quanto pagar para abrir o MEI?

O MEI está isento de qualquer custo de aberta e registro da empresa, conforme prevê a Lei Complementar 123/206.

Então, não faça pagamentos sem antes saber o que está sendo cobrado! É comum achar que abrir uma empresa é burocrático, pois, no Brasil, o processo de abertura de empreendimento de fato não é muito fácil, mas quando o assunto é MEI, o processo é mais fácil: basta fazer um cadastro rápido junto ao Portal do Empreendedor.

Confira os documentos necessários para formalizar seu negócio: 

  • CPF;
  • Título de eleitor ou recibo da última declaração de imposto de renda (IRPF);
  • CEP da residência ou local onde a empresa vai operar (verifique se a prefeitura permite que a atividade seja desempenhada no referido local);
  • Número de celular ativo.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Samara Arruda