Por incrível que pareça, ainda meio milhão de pessoas estão em análise para receber o Auxílio Emergencial de R$ 600.

coronavoucher

Essas pessoas estão numa dúvida se realmente irão ser beneficiadas pelo pagamento de R$ 600 em cinco parcelas.

No dia 2 de julho, terminou o prazo para que o brasileiro se cadastrasse para receber o Auxílio Emergencial.

Quem fez o requerimento entre 17 de junho e 2 de julho e teve seu pedido negado ainda poderá contestar.

Independente de quando o auxílio for aprovado, o beneficiário terá direito de receber as cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200, no caso de mães chefes de família.

Quando o auxílio é aprovado é liberado primeiramente na conta poupança social da Caixa, sendo possível apenas pagar contas, boletos e realizar compras usando o cartão virtual de débito.

Depois, acontece a liberação para saque em espécie ou transferência do valor para uma outra agência bancária.

Para quem está com a conta poupança bloqueada no Caixa Tem, a Caixa estará liberando o acesso, a partir de hoje (23).

Caso venha no aplicativo o aviso de suspeita de fraude, foi porque o governo encontrou indícios e, para o desbloqueio, será necessário ir até a uma agência da Caixa, levando documento com foto para provar que é você mesmo.

Já quem teve inconsistência cadastrar deve acessar o Caixa Tem e seguir as orientações de envio da documentação por WhatApp. Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, após o recebimento da documentação, a liberação de acesso no Caixa Tem será feita em até 24 horas.