Salário mínimo 2022: confira a nova previsão 

Entenda como deve ficar o salário mínimo em 2022, conforme a inflação acumulada este ano. 

Previamente, é preciso entender que o salário mínimo deve ser reajustado anualmente, ao menos conforme a inflação do ano anterior. Esta é uma medida de proteção ao consumidor, dado que ela evita a perda do poder de compra do trabalhador. 

Em resumo, a inflação impacta diretamente em produtos como, alimentos, medicamentos, e outros de natureza básica. Sendo assim, conforme o preço destes aumentam, o salário base pago ao trabalhador deve subir também. Desta maneira, em tese, é mantido o padrão de vida que ele tinha antes. 

Qual será o valor do salário mínimo em 2022?

Sobre esta questão, o valor definitivo do piso nacional para o próximo ano, será oficialmente divulgado no início de 2022. No entanto, é possível ter uma estimativa de como estará o salário mínimo, a partir das projeções divulgadas do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). 

O INPC, atualmente, é o único referencial utilizado pelo Governo Federal para o reajuste do piso. Desta forma, dificilmente o salário mínimo em 2022 representará um ganho real, ou seja, ele deve apenas acompanhar a taxa inflacionária. 

Conforme a última projeção do índice, a inflação já atingiu a marca de 10,04%, o que por consequência deve elevar o salário mínimo dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.210,40. Vale ressaltar que este valor, atinge uma marca recorde, já maior dos últimos 6 anos. 

Ademais, vale ressaltar que o salário mínimo em 2021 deveria ser de R$ 1.101,95, dado que a inflação ao final do ano passado fechou em uma alta de 5,45%. Sobre este entrave, o secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia Bruno Funchal, afirmou que esta diferença de R$ 1,95 será aplicada na correção do piso em 2022. 

Impacto em benefícios do Governo 

É preciso entender que diversos benefícios concedidos pelo Governo Federal, tem seu valor calculado a partir de um salário mínimo. Ou seja, mediante o aumento do piso nacional, a quantia paga nestes benefícios deve subir também. 

Ainda neste sentido, benefícios de responsabilidade do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), bem como aqueles de natureza trabalhista, passaram por reajuste mediante a correção do salário mínimo. Dentre os referidos benefícios, podemos citar: 

  • Aposentadoria por idade; 
  • Aposentadoria especial; 
  • Aposentadoria por invalidez; 
  • Aposentadoria por tempo de contribuição; 
  • Benefício por incapacidade temporária (auxílio-doença); 
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas); 
  • Pensão por Morte; 
  • Auxílio-reclusão;
  • Auxílio-acidente; 
  • Seguro desemprego; 
  • Abono salarial PIS/Pasep. 

Comentários estão fechados.