Salário-mínimo para 2021 deverá ser de R$ 1.087

0

Foi publicado nesta terça-feira uma alteração na previsão da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2,35% para 4,1% em 2020 pela equipe econômica do governo. Para ler o documento basta clicar aqui.

Com isso, o salário mínimo para 2021 pode ser superior ao que foi previsto em agosto, durante a crise causada pela pandemia.

FGTS

Salário-mínimo

Atualmente o salário-mínimo é de R$ 1.045. No projeto da lei orçamentaria anual que foi enviado no mês de agosto, o governo havia projetado um salário mínimo de R$ 1.067, o que significa um aumento de 2,1% sem descontar a inflação.

Contudo, se a estimativa divulgada nesta terça acabe se concretizando o salário mínimo não será mais de R$ 1.067, mas sim de R$ 1.087, tendo em vista que a própria constituição federal não permite correção abaixo do INPC.

Inflação

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o responsável por divulgar o calculo da inflação para as famílias de mais baixa renda. Famílias essas que ganham entre um a cinco salários mínimos.

No mês passado o INPC foi de 0,87%. O índice no geral registra alta de 2,95% no acumulado do ano, puxado principalmente pela alta nos preços dos alimentos e bebidas devido a crise econômica.

Vale lembrar que o INPC também serve para cálculo dos demais pisos de benefícios do INSS como o seguro-desemprego e também do abono PIS/Pasep.