Saque Emergencial do FGTS: Será liberado?

0

O saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma medida que está sendo esperada pelos trabalhadores em 2021.

No ano passado, a medida foi posta em prática durante o isolamento social por causa da Covid-19 no Brasil, dando aos trabalhadores uma ajuda. Foram beneficiados aqueles que tinham contas ativas e inativas no FGTS, possuindo saldo para saque. Era permitido o saque de até um salário mínimo de suas respectivas contas.

FGTS

O Ministério da Economia, parece não ter desistido de lançar novamente neste ano a permissão para uma nova rodada do Saque Emergencial do FGTS. a medida faz parte do plano de contingência elaborado pela equipe econômica ainda no final de 2020 caso ocorresse uma segunda onda da pandemia no país, o que de fato ocorreu.

Tudo indica que até o final de junho de 2021, o saque emergencial do FGTS seja liberado. No ano passado, o governo liberou a medida no dia 29 de junho. Sendo assim, após um ano, os trabalhadores vão poder ter mais recursos para saque esse ano.

Caso a medida já tivesse sido liberada a ação seria voltada, principalmente, à classe média. Tendo em vista que no programa de saques do ano passado, os mais pobres resgataram boa parte dos valores disponíveis nas contas e não conseguiriam acumular saldo mais relevante para saque em 2021.

Em 2020, as retiradas seguiram um calendário de pagamentos, de acordo com o mês de aniversário do beneficiário. O primeiro lote foi liberado em 29 de junho para nascidos em janeiro. Já os aniversariantes de dezembro receberam a partir de 21 de setembro.
Para ter acesso ao valor liberado, o trabalhador tinha que baixar e se cadastrar no app Caixa Tem. Quando era possível movimentar o saldo depositado na Poupança Social Digital.

Os saques ficaram disponíveis até o dia 31 de dezembro, quando a medida deixou de vigorar. Os valores não movimentados voltaram para as contas do FGTS de origem.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil