Saques do PIS/Pasep só será possível até o final do mês

0

Os saques do PIS/Pasep estarão disponíveis até o final de junho de 2021. Na verdade, o saque é referente ao ano-base 2019. Se você ainda não realizou a retirada do dinheiro tem poucos dias para sacar o valor.

Terá direito quem trabalhou em 2019 pelo menos 30 dias (consecutivos ou intercalados) ou 12 meses.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Para retirar o PIS/Pasep é preciso cumprir os seguintes requisitos:

  • Estar cadastrado pelo menos a 5 anos no PIS/Pasep;
  • Ter recebido em média até dois salários mínimos, no ano-base do calendário;
  • Ter trabalhado com carteira assinada, no mínimo, por 30 dias no ano-base; e
  • Ter as informações corretas concedidas pela empresa na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Se você trabalhou 30 dias em 2019, poderá sacar R$ 92, já quem trabalhou 12 meses poderá retirar um salário mínimo (R$ 1.100).

Veja a Tabela

Proporção (meses trabalhados)Valor Abono 2021 (Salário R$ 1.100,00)
1R$ 92,00
2R$ 184,00
3R$ 276,00
4R$ 367,00
5R$ 459,00
6R$ 550,00
7R$ 642,00
8R$ 734,00
9R$ 826,00
10R$ 918,00
11R$ 1.009,00
12R$ 1.100,00

PIS/Pasep 2020 só será liberado em 2022

O PIS/Pasep ano-base 2020 que seria liberado a partir do mês que vem foi adiado para 2022. A decisão ocorreu após reunião entre representantes do governo, dos trabalhadores e das empresas do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

Há uma expectativa que o abono salaria 2020 comece a ser pago a partir de fevereiro de 2022.

O trabalhador não vai receber dois saques no ano, e sim um referente ao calendário de 2020 e o outro referente a 2021, permitindo que ele receba tudo no mesmo ano.

Desta forma, o calendário do abono salarial referente a quem trabalhou em 2020 será pago em 2022, o calendário de 2021 em 2023 para todos os beneficiários e assim sucessivamente.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil