Empresas deverão ter saúde e higiene como prioridade no Novo Normal

0

A crise do COVID-19 é uma realidade que está afetando muitas empresas, contudo, outra realidade muito importante é que essas empresas vão retornar ao trabalho e já se deve ter uma preocupação com essa retomada principalmente em relação as questões de higiene, saúde e medicina no trabalho .

Todos os especialistas são unanimes nesse momento em aportar que o mundo será diferente depois dessa crise, e isso terá impacto direto nas relações das pessoas e dos cuidados em espaços comuns, como ocorrem nas empresas.

“A medicina e saúde no trabalho terão uma importância muito grande nesse momento, serão necessárias tomadas de decisões rápidas, como acontece em relação a possíveis contágios e necessidade de afastamentos”, avalia Tatiana Gonçalves, sócia da Moema Medicina do Trabalho.

Ela explica que os Médicos do Trabalho são responsáveis pela saúde de milhões de trabalhadores da economia formal e desta forma, caracterizam uma força de trabalho especializada no enfrentamento do Covid-19.

“Os Médicos do Trabalho ganham agora mais uma demanda, pois precisam estar aptos a realizar a triagem dos trabalhadores com sintomas do COVID-19, seja de forma presencial ou remota conforme a realidade de cada empresa ou clínica de medicina do trabalho, contribuindo para diminuir a procura dos serviços públicos”, explica Tatiana Gonçalves .

Ao menor sintoma da doença, o médico do trabalho deverá emitir o atestado do médico assistente ou emitir um atestado com prazo máximo de 14 dias, considerando os sintomas respiratórios ou o resultado laboratorial positivo para a doença. Este atestado estende-se às pessoas que residem no mesmo endereço.

Outra importante preocupação que as empresas terão será em relação às demais doenças. “Passamos por um período de grande estresse, as pessoas estão com muita preocupação, assim os médicos devem estar atentos com outros pontos, como doenças psicológicas e até reflexos dessa tensão na saúde física”, alerta a sócia da Moema.

Limpeza das empresas

Outra preocupação com as empresas será com a limpezas e higienização das áreas da empresas que deverão ser imediatas antes da retomada e frequentes a partir desse momento, minimizando os riscos de contágios nesse momento.

“Para as empresas é preciso estratégia, tendo que se preocupar com a higienização dos locais de trabalho.

Primeiro ponto a ser levado em conta é como a empresa ficou durante esta quarentena. Muitas vezes será necessário um mutirão de limpeza para garantir a higiene do local e preservar a saúde dos funcionários”, explica Gabriel Borba, sócio da GB Serviços.

Ele explica que após essa Pandemia, as coisas irão mudar nas empresas, precisando ser muito maior a preocupação com a higiene e saúde dos seus locais de trabalho.

“Não adianta o funcionário ficar de quarentena em casa e ao voltar se contaminar, sendo que a empresa não está devidamente higienizada.

Por isso, as empresas precisam agregar novos conceitos de limpeza em nossas atividades, não basta mais tirar só o pó da mesa”, conta Gabriel Borba.

Um ponto é certo, todos torcem para que a retomada ocorra o quanto antes, contudo, nada mais será como antes, com as empresas necessitando repensar vários pontos de sua atuação, valorizando ainda mais seus colaboradores.