Saúde Financeira Pessoal: Veja lista com 8 dicas para você controlar suas finanças

0

A saúde financeira é uma das preocupações dos brasileiros, seja pessoal ou mesmo empresarial para quem busca trabalhar por conta própria em seu empreendimento.

Basta pensar rapidamente em cada um de seus conhecidos, quantos deles não têm problemas financeiros, inúmeras dívidas, empréstimos para pagar, nome sujo, etc.

Isso é bastante comum no Brasil, e se agravou ainda mais no cenário atual por conta da pandemia do Novo Coronavírus.

2020 tem sido um ano atípico na vida não só dos brasileiros, mas de todos os povos do mundo, e isso dificultou ainda mais a questão da saúde financeira e do controle de dívidas.

Porém, é necessário que mesmo diante de tal cenário adverso, ainda assim haja o esforço pessoal para manter as finanças em dia, para ter a qualidade de vida de acordo com o que o bolso, por assim dizer, possa oferecer como recurso financeiro.

Pensando nisso é que as 8 dicas a seguir tornam-se imprescindíveis para que as contas possam ser melhor administradas e que os recursos financeiros possam render mais do que no momento atual, diante de um planejamento e de uma educação financeira adequada.

1. Educação financeira

O primeiro passo é compreender o que de fato é a educação financeira.

Pode parecer impossível pensar em algo assim quando se considera o quanto ganha, seus rendimentos mensais, no entanto, a educação financeira não é uma estratégia somente para quem ganha muito dinheiro, ela deve estar presente independente do quanto se recebe mensalmente.

A educação financeira é basicamente uma conscientização de como administrar o seu dinheiro, de como fazer com que ele seja o suficiente para arcar com suas despesas, de modo que sobre ainda o valor merecido para lazer diante de tanto esforço trabalhando, e também as formas de melhor aplicar esse dinheiro para que haja um maior rendimento futuro.

Afinal, a educação financeira consiste de dois fatores primordiais: o trabalho e o conhecimento.

O trabalho para ganhar o seu dinheiro de modo honesto, honrando seus esforços; e o conhecimento para fazer com que esse seu rendimento seja o mais positivo possível, de modo que supra à todas as suas necessidades.

2. Quitação de dívidas

Ao conhecer a importância da educação financeira e o quão impactante repensar o modo com que você trata o seu dinheiro, é chegada a hora de colocar em prática esses conhecimentos.

E o passo inicial é justamente quitando as suas dívidas, para aí sim poder começar do zero um investimento e uma aplicação que terá o melhor rendimento para o seu dinheiro, e se precisar de ajuda nesse quesito é só contar com o auxílio de uma contabilidade online eficiente.

Uma forma inteligente de quitar as suas dívidas é poder negociar, entrar em contato e em uma conversa esclarecedora e aberta poder fazer com que a dívida tenha parcelas que caibam no seu bolso.

Assim, será uma maneira de poder quitar o que se deve e recomeçar do zero os seus planejamentos financeiros.

3. Reserva de emergência

Após quitar as suas dívidas, ou pelo menos já ter tido a negociação da forma devida e vantajosa que te deixe no caminho para quitá-las, é chegada a hora de se preparar para os imprevistos que são inevitáveis em nossa vida.

Para algum problema médico, problemas com o carro, algum gasto de última hora com a casa, entre inúmeros outros imprevistos, uma reserva emergencial será essencial.

Para isso, separe mensalmente um valor para deixar guardado, de acordo com o que se puder, é claro, mas nunca deixe de separar esse valor.

Tenha isso como um investimento, ou encare como uma dívida, mas sempre separe um valor para a reserva emergencial, afinal, quando ocorrer qualquer imprevisto você poderá resolver sem entrar em dívidas que irão virar outra bola de neve.

Finanças Pessoais

4. Controle suas finanças

Um fator imprescindível para a educação financeira, seja desde o primeiro momento quando se pensa em organizar e quitar as dívidas, até o momento em que já começa a pensar no futuro e garantindo a reserva emergencial, ou os investimentos.

O controle financeiro é primordial para que haja o esclarecimento do que pode ou não gastar, de saber sempre em qual patamar estão as suas finanças.

Uma dica importante que pode ser dada por um especialista, ou por uma consultoria contábil eficiente e de confiança, é justamente a de fazer uso de ferramentas de gestão financeira.

Pode-se optar por aplicativos indicados para esse controle, uma planilha de Excel, ou mesmo o insubstituível caderninho, porém o controle do que entra e sai relacionado às suas finanças é importantíssimo.

5. Quanto se ganha x Quanto se gasta

Quando iniciar o controle financeiro, será fundamental anotar e ter a ciência de tudo o que se gasta em determinado período, porque esse valor será equiparado ao quanto você recebe.

Essa conta não pode jamais ser administrada de forma errada, gastando mais do que se ganha, afinal, esse é o passo errado para entrar novamente em dívidas de cartão de crédito, por exemplo, irreversíveis.

6. Traçando metas

É importante que se trace metas para atingir os determinados objetivos.

Por exemplo, se você deseja comprar um veículo após colocar as contas em dia, planeje o quanto será necessário por mês para que se consiga pagar as parcelas de maneira correta, sem que haja complicações com os demais compromissos.

Planeje como meta quanto você deveria ter para pagar essas parcelas, ou mesmo junte dinheiro para quitar à vista o veículo e estar livre de juros, conseguindo até mesmo descontos.

7. Investimentos

Ao alcançar esse patamar da educação financeira, o sucesso na organização de suas finanças será iminente.

Afinal, é o passo primordial para quem deseja ter os rendimentos mensais ainda maiores, ganhando mais dinheiro quando aplicando de forma correta.

Uma das dicas é reavaliar a questão da poupança, afinal, existem investimentos que rendem muito mais do que ela.

Consultar um especialista em investimentos é importante nesse momento, para saber qual será a melhor maneira de aplicar o seu valor, pois assim, o retorno será muito mais satisfatório, podendo agregar ainda mais à sua qualidade de vida.

8. Pense em sua aposentadoria

E para o merecido descanso quando atingir certa idade, nada como ter uma aposentadoria tranquila sem preocupações financeiras.

É um dos passos importantes de uma educação financeira bem executada.

Estude qual pode ser a melhor aplicação de seu dinheiro de modo que não renda mais somente como um investimento, mas já seja um preparo para complementar a sua renda quando se aposentar.

Faça um cálculo base de quais serão os seus gastos, quais serão as suas metas e o quanto você acha que pode viver por mês sendo um valor que o deixaria confortável, e busque com especialistas quais as melhores maneiras de fazer com que a aplicação de sua renda atinja esse patamar de rendimento devido, um especialista financeiro nesse momento é determinante para que você tenha uma visão clara quanto aos seus investimentos e possa enfim alcançar o sucesso de sua educação financeira.