Simples Nacional, Lucro Presumido, Lucro Real: Qual escolher?

O número de empreendedores brasileiros é cada vez maior, muitos cidadãos estão começando as suas próprias empresas, empresas de diferentes portes estão sendo abertas cada vez mais no Brasil.

Iniciativas como a criação do MEI, um modelo que incentiva que trabalhadores informais começarem os seus negócios de maneira formal, tem aumentado o número de empreendedores no Brasil.

Porém, como todos já sabem, a abertura de uma empresa é um processo com muita burocracia, e uma das partes desse processo é a escolha do regime tributário.

No artigo de hoje nós vamos falar sobre os regimes tributários, veja qual regime pode ser a melhor escolha para sua empresa.

Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real? Leia os próximos tópicos e tome a sua decisão!

O que é um regime tributário?

Um regime tributário é o conjunto de leis que determina como uma empresa pagará os impostos, considerando o imposto de renda (IRPJ) e a contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL).

O regime tributário da sua empresa vai definir a variação nas alíquotas de imposto e na base de cálculo, ou seja, o regime tributário está diretamente ligado aos impostos que a sua empresa vai pagar.

Leia os próximos tópicos e entenda como funciona cada regime tributário.

Os regimes tributários

Veja a seguir como esses regimes tributários funcionam e escolha a melhor opção para a sua empresa:

  • Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime tributário com foco em microempresas e empresas de pequeno porte, a cobrança dos impostos para quem faz parte desse regime tributário é feita por uma guia de recolhimento única, o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). Com isso, esse regime tributário é menos burocrático que os outros e se torna muito atrativo.

Para fazer parte do Simples Nacional as empresas devem ter faturamento anual de até R$ 4.8 milhões de reais. A menor burocracia torna o Simples Nacional o regime tributário mais escolhido.

Porém, existem requisitos para fazer parte dele como o ramo de atividade das empresas e o limite de faturamento e isso limita o número de empresas que podem fazer parte deste regime.

  • Lucro presumido

O Lucro Presumido é um regime tributário bastante utilizado por prestadores de serviços, como médicos, economistas, entre outros profissionais. 

O limite de faturamento para fazer parte desse regime é de R$78 milhões. Essa opção será manifestada com o pagamento da primeira ou única quota do imposto devido correspondente ao primeiro período de apuração de cada ano-calendário.

Na prática, o empreendedor precisa entender que o IRPJ (Imposto de renda para Pessoa Jurídica) e a CSLL (contribuição social sobre o lucro líquido) precisarão ser pagos a cada 3 meses, utilizando a receita do período (o trimestre anterior) como base para realizar o cálculo. 

Para o IRPJ a alíquota é de 15% sobre a parcela de presunção (por isso chama-se lucro presumido). Já para a CSLL, a alíquota fica entre 9% e 32%.

O Lucro Presumido é o segundo regime tributário entre as empresas depois do Simples Nacional.

  • Lucro Real

O Lucro Real regime tributário é escolhido geralmente por empresas de maior porte, sendo pouco utilizado por pequenas e médias empresas.

Ele também é conhecido como o regime tributário padrão, pois tudo que acontecer no seu empreendimento será apurado por meio de lançamentos contábeis, gerando receitas, custos e despesas, que no final de um certo período serão confrontados para gerar um resultado que poderá ser lucro ou prejuízo, que receberá a devida tributação.

Qual a melhor opção?

Utilize as dicas que nós te demos para identificar qual regime tributário é melhor para o seu negócio, lembre-se de considerar o porte da sua empresa e como a tributação será feita.

Para saber como calcular a tributação no Simples Nacional, Lucro Real ou no Lucro Presumido basta clicar em cima do nome do regime tributário, que você será direcionado para uma explicação mais detalhada.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.