Simples Nacional vencido: como devo pagar?

0

Quando o contribuinte possui o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) em atraso, pode enfrentar situações que geram prejuízos ao empreendimento.

Dentre eles, podemos citar a aplicação de multas e o pagamento de juros. A inadimplência com a Receita Federal pode resultar ainda na exclusão do Simples Nacional. 

Para evitar esses problemas, o contribuinte deve pagar seus débitos o quanto antes, o que garante a regularidade da empresa.

Mas, se você não sabe como fazer isso, continue conosco e veja como é simples regularizar seu Simples Nacional vencido. Acompanhe! 

O que é DAS?

Dentre as obrigações mensais das empresas que fazem parte do Simples Nacional, está o pagamento do DAS (Documento de Arrecadação Simplificado), o que garante a regularidade do empreendimento e evita prejuízos ou penalidades. 

Estão incluídos na guia DAS todos os tributos que devem ser recolhidos pelas Microempresas (ME), Microempreendedores Individuais (MEI) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). São eles:

  •  Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ); 
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL); 
  • Contribuição para o Programa de Integração e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep); 
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); 
  • Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);
  • Imposto Sobre Serviços (ISS).

Simples Nacional vencido

Geralmente, a guia de arrecadação deve ser paga até o dia 20 de cada mês ou, em caso de fins de semana e feriados, no próximo dia útil. 

pandemia
Pandemia

Então, quando você deixa de fazer o pagamento, você estará com o Simples Nacional vencido e a situação da sua empresa constará como pendente no sistema do governo.

Se a situação persistir por um tempo prolongado, a empresa pode ser excluída do regime do Simples Nacional através de um Ato Declaratório Executivo (ADE) feito pela Receita Federal.

Ao receber o comunicado, deverá apresentar em até 30 dias sua defesa, além de pagar os débitos para evitar que a exclusão seja concluída. 

No caso do MEI (microempreendedor individual), o atraso das parcelas do DAS implica na perda de benefícios previdenciários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), além disso, corre o risco de ser desenquadrado da categoria. 

Com as alterações nos prazos de pagamento devido à pandemia e medidas de isolamento, as empresas também devem estar atentas para evitar atrasos.

Então, saiba que o prazo de pagamento  deve ser feito nas seguintes datas: 

  • Período de apuração março de 2021, cujo vencimento original seria em 20 de abril, vencerá em 20 de julho;
  • Período de apuração abril de 2021, cujo vencimento original seria em 20 de maio, vencerá em 20 de setembro
  • Período de apuração maio de 2021, com vencimento original em 21 de junho, vencerá em 22 de novembro.

Como regularizar? 

Regularizar o Simples Nacional vencido é simples e pode ser feito pela internet, através do site do Simples Nacional.

O primeiro passo é acessar a plataforma utilizando certificado digital ou através de um código de acesso. Depois disso, faça a emissão da guia na opção “Emitir DAS Simples Nacional / 2ª Via Boleto Atualizado”.

Não se esqueça de conferir o valor do boleto atualizado. Vale ressaltar que o valor da multa após o vencimento do DAS, é de 2% ao mês-calendário ou fração sobre o montante dos tributos informados no documento, com limite de 20%.

No caso do Microempreendedor Individual (MEI), basta acessar o Programa Gerador de DAS do Microempreendedor Individual, e escolher a opção “Emitir Guia de Pagamento DAS”.

Depois, selecione o ano atual e os meses em que o pagamento está pendente.  Assim, clique em “Emitir DAS”. O pagamento pode ser feito nas agências bancárias, caixa eletrônico ou através do Internet Banking.

Parcelamento

Também é possível solicitar o parcelamento dos débitos, caso o valor seja alto e o contribuinte não tenha condições de pagá-lo à vista.

Para isso, a Receita Federal disponibiliza o sistema para o parcelamento por meio do Portal do Simples Nacional. Neste caso, siga os passo:

  • Acesse com certificado digital ou código de acesso;
  • Escolha a opção “Parcelamento”.

Outra opção é utilizar o Portal e-CAC da Receita Federal. Para isso, acesse o sistema e busque pela opção “Parcelamento – Simples Nacional”, utilizando o certificado digital ou código de acesso gerado no e-CAC.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda