Sistema Mineiro de Avaliação e Equidade da Educação Pública começa a ser aplicado

Os testes serão realizados em unidades das redes estaduais e municipais até 10/12.

Até 12/10, as escolas da rede estadual e municipal de Minas Gerais aplicarão as provas do Sistema Mineiro de Avaliação e Equidade da Educação Pública (Simave).

 A iniciativa é uma política pública da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) para promover a qualidade e a equidade da educação.

A diretora de Avaliação dos Sistemas Educacionais da SEE/MG, Núbia Vieira de Souza destaca que: “As avaliações buscam analisar todas as dimensões do sistema educacional da rede pública estadual. Elas avaliam os resultados alcançados em sala de aula, na escola e no sistema; na ação docente, no gerenciamento escolar e nas políticas públicas para a educação, e no nível de aprendizagem, na alfabetização e nos conteúdos básicos do ensino fundamental e médio”.

O Simave está dividido em duas avaliações: o Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (Proeb), que contará com a participação de alunos da 5º e 9º anos do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio, e o Programa de Avaliação de Alfabetização (Proalfa), em que alunos na 2ª série do ensino fundamental farão o teste.

Mobilização 

Para que os alunos entendam e participem do exame, diversas unidades de ensino realizam diversas ações de mobilização, como divulgação da data de aplicação das avaliações à comunidade escolar, envio de mensagens digitais e impressas, bilhetes e cartazes. Além de publicações nas redes sociais.

Na Escola Estadual Padre Rogério Abdala, no município de Monsenhor Paulo, os testes serão aplicados nesta terça-feira (30/11) e a mobilização foi grande, afirmou Rosiane.

“Usamos muito as redes sociais e os professores que são representantes de turma também fizeram esse elo com os alunos. No dia da prova, vamos fazer um lanche especial. Também trabalhamos com os estudantes a nota atual da escola e mostramos que é importante sempre aumentar e não diminuir. Sempre mostrando que a participação deles é muito importante”.

Na unidade de ensino, a avaliação é realizada por alunos da nona série do ensino fundamental e da terceira série do ensino médio. Na Escola Estadual Monsenhor José Guimarães Fonseca, em Três Corações, os alunos também participaram do esforço de mobilização.

A diretora Vera Lúcia de Oliveira Rezende explica que, “A mobilização foi realizada por meio de vídeos produzidos pelos alunos incentivando os colegas. A equipe pedagógica divulgou cartazes informativos e motivacionais nas redes sociais e enviou bilhetes aos responsáveis informando sobre a importância da participação dos estudantes”.

Comentários estão fechados.