Um dos critérios mais importantes ao avaliar a situação da empresa é entender qual a real situação financeira de uma companhia e qual sua capacidade no longo prazo.

Por isto existem indicadores que contribuem para entender o funcionamento de um negócio e setor. Especialmente para investidores do mercado financeiro que buscam na renda variável uma forma de realizar seus investimentos pensando no longo prazo. 

Para este tipo de investidor existem diversos indicadores relevantes. Gestão da empresa, a taxas de juros, a concorrência e o momento do setor, são alguns dos fatores relevantes para se levar em consideração.

Contudo, especialistas apontam para que o investidor fique atento a três documentos referentes à gestão de uma empresa, são eles: Balanço Patrimonial, Demonstrativo de Resultados do Exercício e Demonstrativo do Fluxo de Caixa. 

Através de tais dados, é possível a chegar aos indicadores que contribuem para melhor delinear o comportamento de uma empresa. Que no caso são:

Índice de Preço/Lucro 

Este indicador representa o preço de uma ação dividido pelo Lucro Por Ação (LPA) da empresa. Este dado serve para se se calcular com maior exatidão o valor de um título relativo à lucratividade da empresa

Especialistas apontam que se o cálculo final estiver em um valor baixo relativo à empresas do setor, a companhia pode estar a um preço atrativo.

Preço/ Valor Patrimonial 

Este índice é obtido através da divisão do preço da ação e do Valor Patrimonial da Ação (VPA). No geral, ele é utilizado para se ter noção de quanto o investidor aceita pagar em relação ao patrimônio líquido da empresa.

Investidores tendem a considerar este dado um dos mais importantes, por identificarem boas ações que estão sendo negociadas por um valor abaixo do seu real. 

EBITDA

Outro indicativo relevante para entender a capacidade de operação de uma empresa é calcular o Lucro Antes do Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, o LAJIRDA. mais comumente utilizado com o termo em inglês EBITDA

Essa sigla representa a geração de caixa de uma empresa. Um dado que investidores utilizam para entender a situação de uma empresa perante a possíveis oscilações da economia.

Dividend Yield

Existe também o Dividend Yield, ou rendimento de dividendos, em português. Este é um dos dados mais importantes para investidores que buscam seu retorno no longo prazo através de dividendos.  

Isto porque o Dividend Yield é o cálculo do que o ativo gerou de provento nos últimos 12 meses, com base na cotação do período que o cálculo foi feito. 

Ou seja, através do Dividend Yield o investidor consegue saber se a empresa costuma pagar bons proventos aos seus acionistas e se são constantes. 

Vale ressaltar que esses indicativos são importantes no momento de se fazer uma análise fundamentalista sobre a solidez de um negócio.

Contudo especialistas apontam que para o investidor de longo prazo, estes indicativos são apenas um passo. Entender qual o lucro bruto de uma empresa, sua visão perante seu consumidor, como é sua relação com seus investidores e o noticiário envolvendo o setor e o negócios são mais alguns exemplos de informações importantes.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!