Tag: demiss

Nova lei trabalhista prevê demissão por acordo; entenda

Nova lei trabalhista prevê demissão por acordo; entenda

CLT, Destaques
Empregado que pedir para sair da empresa poderá negociar com o patrão sua demissão e receber parte da multa do FGTS. A nova lei trabalhista trouxe a possibilidade da demissão por comum acordo. Isso significa que o empregado que pedir para sair da empresa poderá negociar com o patrão o direito a receber metade da multa de 40% sobre o saldo do FGTS e metade do aviso prévio indenizado. Deu a louca na Ensino Contábil, cursos de 80 a 110 reais (Saiba Mais) Ele também poderá movimentar até 80% do valor depositado pela empresa na conta do Fundo de Garantia. No entanto, em caso de acordo, não terá direito ao seguro-desemprego. Atualmente só pode sacar o FGTS depositado pelo empregador e os 40% da multa rescisória em cima do valor quem é mandado embora sem justa causa. Em relação ao aviso pré
Pedido de demissão: 8 perguntas e respostas

Pedido de demissão: 8 perguntas e respostas

CLT, Destaques
O processo de desligamento do profissional é um momento delicado, tanto para a empresa como para o colaborador. É uma situação que envolve muitos sentimentos, às vezes bons, às vezes nem tanto. Porém, é preciso distinguir que existem duas formas de desligamento: o solicitado de forma espontânea pelo colaborador (pedido de demissão) e também o que é realizado pela empresa, isto é, a demissão forçada. Deu a louca na Ensino Contábil, cursos de 80 a 110 reais (Saiba Mais) Para as duas formas de desligamento há regras específicas e, por isso, geram muitas dúvidas aos profissionais de Recursos Humanos, empregadores e empregados. Quais são os direitos e os deveres? Como finalizar o processo tendo a certeza de que está cumprindo com a legislação? Se você também não domina o assunto, este post
Evite seis erros que podem levar a sua demissão

Evite seis erros que podem levar a sua demissão

Carreira, Destaques
O cenário econômico brasileiro não é dos mais animadores. Segundo o último censo do IBGE, o desemprego já chegou aos 11,3%, alcançando mais de 11 milhões de pessoas em todo o país. Diante disso, é fundamental para quem já está empregado ficar atento aos detalhes que podem levar a uma demissão. Guilherme Maynard, diretor da Prepara Cursos, maior rede de cursos profissionalizantes do país, comenta algumas atitudes que influenciam negativamente a forma como o profissional é visto dentro da empresa. 1. Chegar atrasado: claro que existem os imprevistos e, se você se chegar tarde ao trabalho algumas vezes, isso não será um empecilho no seu caminho, mas quando se torna uma rotina, prepare-se para um feedback negativo. “Quando ocorrer alguma eventualidade, informe o seu chefe. Às vezes, não é o
Perdeu o emprego? Conheça 12 direitos em caso de demissão

Perdeu o emprego? Conheça 12 direitos em caso de demissão

CLT, Destaques
Pode bater na madeira. Ouvir falar em demissão, sobretudo em momento de crise, é a última coisa que qualquer profissional quer. Mas é preciso estar preparado para ela. No setor privado, todo mundo pode — quando menos espera — ser convidado a se retirar. Por isso, é fundamental saber quais são os seus direitos. 1. Saldo de salário: Com ou sem justa causa, você deve ser pago pelos dias em que trabalhou no mês da demissão. Para fazer a conta, basta dividir o salário mensal por 30 (independentemente de quantos dias tenha aquele mês) e multiplicar pelo número de dias trabalhados. 2. Férias vencidas e proporcionais com adicional de um terço: cada mês trabalhado dá direito à uma proporção de férias. No final de um ano, o resultado deve ser um salário inteiro mais um terço — obrigatório por
Pokemon Go pode levar a demissão por justa causa em horário de trabalho

Pokemon Go pode levar a demissão por justa causa em horário de trabalho

CLT
A febre do jogo Pokémon Go chegou ao Brasil na última quarta-feira (3) e desde então, o aplicativo que tem invadido praças, ruas e também o ambiente de trabalho. Mas até que ponto essa brincadeira é saudável a ponto de não atrapalhar os estudos e serviço? De acordo com os advogados Renato Falchet Guaracho, especialista em Direito Eletrônico e Digital, e Rafael Willian Colônia, especialista em e Direito do Trabalho, ambos do escritório Aith Advocacia, as punições podem ser severas para quem não resiste à captura desses 'bichinhos' da realidade virtual durante o horário de trabalho.     “Muitas empresas estão se queixando de funcionários que estão perdendo produtividade, pois estão usando o aplicativo durante o expediente, seja em escritórios, ambientes fabris ou até mesmo na rua
CLT:  13 motivos que podem levar à demissão por justa causa no trabalho

CLT: 13 motivos que podem levar à demissão por justa causa no trabalho

CLT
Lesar a empresa, divulgar informações confidenciais do trabalho e cometer ações contra a segurança nacional são algumas das situações que podem levar à demissão por justa causa do trabalho. A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) prevê algumas situações em que o profissional pode ser demitido dessa forma. "Antes de qualquer medida é preciso ter em mente que para a aplicação dessa medida extrema é fundamental que sempre se faça comunicado por escrito do ato com cópia e aviso de recebimento, de preferência por telegrama", afirma Gilberto Rocha Bento Júnior, advogado, contabilista e sócio da Bento Jr. Advogados. Por motivo leve, a advertência deve acontecer três vezes e, logo em seguida à terceira advertência, a dispensa por justa causa imediata. Se ela não for imediata, a Justiça en
CLT: Demissões mal conduzidas impulsionam processos trabalhistas

CLT: Demissões mal conduzidas impulsionam processos trabalhistas

Sem categoria
O desemprego em alta tem impulsionado as reclamações trabalhistas no Brasil. O número de funcionários que entram na Justiça contra seus empregadores teve um aumento de 12,3% em 2015. De acordo com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), o número de ações teve o maior crescimento em 20 anos e atingiu 2,6 milhões. As demissões mal conduzidas e sem transparência podem gerar ressentimento nos funcionários dispensados, o que é um motivador muito forte para processos trabalhistas. Segundo Renato Almeida dos Santos, sócio da S2 - consultoria especializada em prevenir e tratar atos de fraude e de assédio nas organizações, a crise e o cenário de maior pressão por resultado aumentam a chance de chefes cometerem atitudes abusivas. Como resultado, cresce o número de queixas e ações por dano moral. Por
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.