Taxa Selic a 2%: Os desafios de investir com a inflação

Para não perder poder de compra com novo cenário de rentabilidade baixa, brasileiro deve repensar forma de investir

0

Com a taxa Selic a 2%, nova mínima histórica, seu valor está cada vez mais se aproximando da inflação projetada para 2020, que está em 1,71% ao ano (dados do Relatório Focus de 24/08/2020).

Para o fundador do buscador de investimentos Yubb, Bernardo Pascowitch, este cenário traz mais desafios e gera uma pressão ao investidor, que precisa buscar melhores opções de investimentos e migrar sua renda.

“Ter um rendimento abaixo da inflação é, literalmente, perder dinheiro. É fazer com que o seu dinheiro não renda o mínimo para compensar o aumento dos preços na economia. Em outras palavras, se o valor investido render menos do que a inflação, a mesma quantia não comprará no futuro o que pode comprar hoje”, explica Pascowitch.

Bernardo detalha que é importante se atentar aos investimentos de renda fixa, principalmente para a administração da reserva de emergência.

“A reserva de emergência, que deve estar em investimentos de renda fixa e com liquidez diária, precisa ser repensada. Ela deve render, no mínimo, 105% do CDI. Se tiver menos que isso, pode haver perda de dinheiro para a inflação”, pontua.

“É importante se atentar aos fundos de investimento também. Neste momento de rentabilidade baixa, qualquer opção com uma quantidade significativa de taxas administrativas compromete ainda mais o rendimento”.

Stock Exchange Data Investment Workplace Concept

Vencer a inflação

Pascowitch explica que as pessoas que desejam começar a investir, normalmente têm uma visão idealizada do mercado.

“Muitos costumam entrar para os investimentos interessados em ganhar dinheiro rapidamente, da noite para o dia, mas não é assim que funciona. O objetivo inicial não deve ser ganhar dinheiro, mas ganhar da inflação. Essa já é uma conquista e tanto. Perder poder de compra por conta da alta dos preços é algo que deve ser evitado a todo custo”.⠀

Somente depois de ganhar da inflação é que se deve pensar nos passos seguintes, envolvendo os próximos investimentos.

“Investir é seguir um passo de cada vez. É conhecer cada investimento, entender porque existem altas e baixas. Não é apenas seguir o que pessoas públicas indicam, é preciso estar ciente do porquê está investindo. O conhecimento é o passo mais importante para não perder dinheiro”.

Buscador online e gratuito, conhecido como o “buscapé dos investimentos”, o Yubb mapeia investimentos em renda fixa e variável e recebe mais de 8 milhões de buscas por mês.