Tecnologia 5G: descubra quando sua cidade terá cobertura

Anatel fará leilão no próximo dia 04 de novembro

Uma boa notícia no setor de telecomunicações para os brasileiros. É que ficou marcado para 4 de novembro o leilão das faixas de radiofrequência que finalmente permitirão que o Brasil tenha 5G de verdade acessível à população. Mas quando o sinal da quinta geração de internet móvel vai realmente chegar aos celulares? O que significa ter 5G ? Como funciona?

Vamos explicar. Acompanhe conosco.

O que é a tecnologia 5G?

Em telecomunicações, o 5G é o padrão de tecnologia de quinta geração para redes móveis e de banda larga, que as empresas de telefonia celular começaram a implantar em todo o mundo no final do ano de 2018, e é o sucessor planejado das redes 4G que fornecem conectividade para a maioria dos dispositivos atuais. Com o 5G, o usuário terá velocidade para baixar informações de até 100 1 Gbit /s

O padrão sucessor do 4G começa a ser adotado neste ano em alguns países do mundo. No Brasil, o governo vai realizar um leilão no dia 04 de novembro para selecionar as operadoras que ficarão responsáveis pela oferta do serviço de conectividade utilizando essa tecnologia e em que áreas deverão atuar.

Qual o prazo para ter o sinal 5G no Brasil?

O edital do leilão prevê que quem comprar as faixas de radiofrequência para transmitir o sinal do 5G terá que, em vez de pagar ao governo, se comprometer a entregar a nova geração de internet nos seguintes prazos: 

  • em todas as capitais brasileiras até 31 de julho de 2022; 
  • em cidades com mais de 500 mil habitantes até 31 de julho de 2025;
  • em cidades com mais de 200 mil habitantes até 31 de julho de 2026; 
  • em cidades com mais de 100 mil habitantes até 31 de julho de 2027; 
  • em cidades com mais de 30 mil habitantes até 31 de julho de 2028. 

Segundo o Ministério das Comunicações, a expectativa é que algumas capitais, como São Paulo, já tenham sinal de 5G até o final deste ano. Regiões de cidades que já não têm mais dependência de sinal de antena parabólica (que poderia causar interferência no 5G) já poderão implementar a nova tecnologia imediatamente após o leilão. 

Quais cidades estão testando o 5G?

Algumas regiões do país já têm acesso a uma “prévia” do 5G. Trata-se do padrão 5G DSS (Compartilhamento Dinâmico de Espectro, em inglês), que pega emprestado parte da estrutura do 4G para transmitir um sinal de internet ligeiramente mais rápido. 

A nova geração promete baixa latência —isto é, tempo menor de reação entre um pacote de dados enviado para a rede e sua volta ao aparelho — que é mais um indicador de qualidade de conexão do que de velocidade. E a versão DSS ainda não oferece isso. 

O 5G DSS já está disponível em alguns bairros de: São Paulo (SP) e municípios da região metropolitana, pela Tim, Claro e Vivo; Brasília (DF), pela Tim, Claro, Vivo e Oi; Belo Horizonte (MG), pela Tim e Vivo; Rio de Janeiro (RJ), pela Tim, Claro e Vivo; Curitiba (PR), pela Tim e Vivo; Goiânia (GO), pela Claro e Vivo; Porto Alegre (RS), pela Claro e Vivo; Salvador (BA), pela Vivo.

Quais são as características dessa tecnologia?

O 5G significa um avanço em relação aos padrões anteriores em uma série de aspectos:

– Permite mais dispositivos conectados, o que está se tornando necessário diante do crescimento da chamada “Internet das Coisas”, com o crescimento da comunicação máquina a máquina;

– Aumenta a velocidade de conexão, permitindo um consumo de serviços mais complexos com menos dificuldade, como a transferência de arquivos, comunicações em tempo real, o consumo de vídeos e áudios em tempo real (streaming) ou os jogos eletrônicos;

– Diminui a resposta da conexão (latência), melhorando e contribuindo para que os dispositivos móveis tenham uma conexão que permita aplicações em tempo real ou que demandam trocas de informação de forma rápida;

– Tem maior capacidade de banda, o que é importante diante do aumento de informações que são publicadas e circulam na internet, seja a criação de mais conteúdos ou a melhoria da qualidade, como no áudio ou na definição em vídeo.

Portanto, vamos aguardar a realização do leilão no mês de novembro e torcer para que os prazos sejam cumpridos.

Comentários estão fechados.