Constantemente, administradores deparam-se com novas transformações relativas ao fulminante avanço da digitalização, da cibernética e da Tecnologia da Informação em geral, que suscita desafios e oportunidades. O estudo CEO Outlook 2019, da KPMG, indica que, a cada três anos, a tecnologia dá saltos que anteriormente poderiam levar décadas para ocorrer.

Nesse contexto — alertando que quem fica parado ou deixa para a concorrência o papel de agente transformador corre sérios riscos de perder clientes e espaço no mercado –, o relatório mostra que os gestores das maiores empresas estão bastante atentos à crescente adoção das tecnologias nos fluxos administrativos. Para a maioria, inclusive, disrupção tecnológica é oportunidade de negócios e não ameaça: é o que pensam 96% dos CEOs globais, 95% dos brasileiros, 81% dos sul-americanos e 88% dos latino-americanos consultados.

Uma das ferramentas à disposição dos administradores, que proporciona às empresas agilidade e economia, é o Certificado Digital ICP-Brasil. Este, em nosso país, é o “documento de identidade” de pessoas físicas e jurídicas no meio eletrônico, com validade jurídica assegurada pela legislação. Por conta de seus processos de validação e emissão totalmente seguros e minuciosos, o Certificado Digital garante autenticidade e não repúdio às transações realizadas por meio dele. Desta forma, o gestor tem a “faca e o queijo” nas mãos para adentrar, ainda mais, na era digital e, assim, se tornar um agente transformador.

Isso porque o Certificado Digital permite que processos realizados no meio físico sejam migrados para o eletrônico, como a assinatura de documentos — contratos, procurações, propostas, etc., proporcionando digitalização, automatização de etapas, redução de custos e aumento da eficiência operacional.

Computer Network Digital Connection Technology Concept

Empresas de todos os segmentos e portes já adotaram essa tecnologia e desfrutam destes benefícios. A Leroy Merlin, por exemplo, utiliza a identidade digital para assinar procurações, notificações e substabelecimentos. Os signatários formalizam esses documentos diretamente de seus celulares com apenas alguns cliques e, devido a isso, o processo de assinatura passou de 15 dias para dois, em média, sendo que, em alguns casos, a formalização é realizada instantaneamente.

Com essa mudança, a rede francesa reduziu em 87% os custos relacionados à compra de papel, impressão, transporte, etc. Além da economia, foi conquistada produtividade com a otimização das atividades dos colaboradores envolvidos no processo de coleta de assinaturas manuscritas.

Esses são alguns ganhos que a Certificação Digital propicia no contexto do impacto tecnológico que está mudando o mundo, a sociedade, as empresas, o trabalho e todas as relações econômicas. Tais avanços têm como protagonistas os administradores, cujo profissão foi regulamentada no Brasil em 1965, por meio da Lei nº 4.769. Nesses 54 anos, a tecnologia promoveu as mudanças mais impactantes da economia desde a primeira Revolução Industrial. E, com certeza, os gestores tiveram papel decisivo nesse processo de evolução.

*Leonardo Gonçalves é diretor de Relações Institucionais da Certisign, empresa especializada em identificação digital.

A Certisign é a maior Autoridade Certificadora do Brasil e especialista em Identificação Digital. 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.