Dicas de como ter sucesso na entrevista de emprego e conquistar sua viga

0

Segundo dados do IBGE, o Brasil totalizou no levantamento do ultimo mês de agosto cerca de 12,9 milhões de desempregados, representando um aumento de 27% em 4 meses de pandemia.

No mesmo momento em que as autoridades estão afrouxando o isolamento social e a sociedade se readapta à uma nova realidade, empresas começam a reabrir processos seletivos.

No Centro Oeste Paulista, por exemplo, estão sendo disponibilizadas mais de 230 vagas diversas.

Até o dia 2 de outubro, quem está em busca de emprego pode se inscrever para o mutirão virtual organizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a UGT (União Geral dos Trabalhadores).

São mais de 10 mil vagas e o número pode aumentar, pois as empresas podem incluir novas oportunidades.

Em Brasília, a notícia é animadora: mais 620 vagas de emprego nesta terça-feira (29), com oportunidades para todos os níveis de escolaridade, com ou sem experiência.

Mas para garantir essas oportunidades, é preciso estar preparado para a tão esperada entrevista.

“É preciso ter autoconhecimento e saber sobre a empresa a qual você está se candidatando e o cargo pretendido”, adverte Erika Linhares, executiva especialista em gestão de carreiras.

A empresária aponta 5 dias importantes para se sair bem no encontro com os recrutadores. Confira:

1. Preparo é fundamental

Segundo a especialista, essa é a principal chave para o sucesso. Entender qual o cargo pretendido, como funciona a empresa, quais os objetivos e filosofias e se você tem o perfil para aquele trabalho.

“É legal pesquisar tudo sobre a organização na internet, fazer um networking com alguém que trabalha lá. É preciso que você entenda as estratégias da empresa”, explica Érika.

2. Pontue as suas habilidades comportamentais

Nunca se ouviu falar tanto sobre soft skills como nos dias atuais. Isso porque com as mudanças desse “novo normal”, as instituições passaram a valorizar ainda mais as habilidades comportamentais do funcionário.

“Hoje em dia, contrata-se, promove-se e demite-se por causa de comportamento. Uma das principais habilidades é a capacidade de trabalhar em equipe. Poder mostrar que vai ser parceiro, que vai ajudar e que vai ser ajudado.

E mais importante, que você tem consciência que a competitividade está lá fora”, diz ela. “A habilidade de inovar e capacidade de resolução de problemas críticos são outros dois pontos muito requeridos pelas empresas em um candidato”, ressalta Erika. Portanto, pense sempre “fora da caixinha”.

A lealdade em assumir compromissos e valorizar as missões e os valores da empresa também são muito importantes.

3. Exemplifique suas habilidades técnicas

Ao ver a descrição da vaga, você pode adequar o seu discurso ao que é exigido no trabalho pretendente.

Use exemplos com fatos e dados do que você já realizou, assegurando a sua experiência com as atividades que serão desenvolvidas.

“Mas se você não possui técnica em algum ponto, mostre-se disposto a aprender e fale sobre a sua agilidade de aprendizado”, completa a executiva.

4. Não tenha vergonha de falar sobre você

Mostrar autoconhecimento é um destaque na entrevista de emprego. Vale apresentar hobbies favoritos como leituras, esporte e seu estilo de vida. Fale sobre suas qualidades e defeitos.

“É muito importante que a empresa saiba que você sabe exatamente onde você peca e que você está em constante melhoria para tentar minimizar isso”, sugere ela.

5. Esteja calmo

O que mais desestabiliza um candidato em uma entrevista é não saber responder o que lhe é perguntado.

Quando você se prepara, esse risco é quase nulo. Se deixar o nervoso tomar conta e embaralhar todas as ideias que você se forçou a memorizar para falar, a aparência é que o candidato, além de despreparado, não está prestando atenção no recrutador.

“Prestar atenção em quem está te entrevistando é essencial. Nas minhas experiências, muitas vezes eu perguntava uma coisa para o candidato e ele respondia outra completamente diferente porque não estava prestando atenção em mim e sim em tudo aquilo que tinha decorado, o que tinha que falar.

Isso não vale a pena. Tem que prestar atenção e responder verdadeiramente demonstrando total interesse estar neste lugar”, finaliza Érika.

DICA EXTRA: Dizer que inglês na carreira profissional é indispensável já não é novidade, outras formas são abrir seu próprio negócio, prestar consultoria, trabalhar como freelancer, entre outras, ou seja, o inglês na carreira profissional abre portas.

Para aprender inglês e saber como agir no ambiente empresarial o inglês essencial pode ajudar.Call action: Clique aqui para saber mais informações e dar um salto em sua carreira.

Por Erika Linhares, Executiva especializada em comportamento e cultura dentro de organizações, chegou a ser sacoleira aos 15 anos quando o pai, dono de uma imobiliária, perdeu tudo na década de 90.