Terceirização contábil: vantagens e desafios

Contemporary business people working in team in the office

terceirização contábil, que ocorre quando uma empresa contrata um escritório ou contador autônomo como prestador de serviços, é hoje o principal campo de atuação profissional, indicam pesquisas. Mas ainda há empresários que resistem a esse formato. Então, como convencê-los de que é o melhor negócio? Focar nas vantagens e rebater as desvantagens é o segredo.

Deu a louca na Ensino Contábil, cursos de 80 a 110 reais (Saiba Mais)

Entendendo a terceirização contábil

Defender a terceirização contábil ao cliente é defender o próprio trabalho. Exceto para contadores contratados como funcionários, seguindo as regras da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), é nesse formato de prestação de serviços que os ganhos do profissional se acentuam.

Entende-se por terceirização contábil a contratação do contador autônomo ou de escritório de contabilidade como prestador de serviços. Entre as partes (empresa e contador) são acertadas as tarefas a serem executadas mediante o pagamento de honorários mensais.

O contador que vai por esse caminho pode tanto oferecer uma série de serviços, comosegmentar sua atuação, se especializando em determinado nicho de mercado. A diferença em termos de faturamento é marcante porque, conforme agrega demandas junto a um mesmo cliente, o profissional contábil eleva seu preço e aumenta os ganhos.

Segundo apurou no ano passado uma pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a terceirização contábil é o formato mais comum de contratação de contadores no país.

Entre os 6.054 empreendedores de pequeno porte e microempresários ouvidos no estudo,72% das empresas utilizam serviços de empresa de contabilidade, enquanto 28% recorrem a contadores autônomos.

Vantagens e desvantagens para o contador

Escolher a terceirização contábil como modo de atuação profissional garante ao contadormaior autonomia para trabalhar. Ele pode definir horários e o local de trabalho, inclusive em casa, se desejar. Também pode aceitar ou não as demandas solicitadas. Além disso, tem a possibilidade de prestar serviços para diferentes clientes ao mesmo tempo.

A questão da renda variável, que é marcante para o contador terceirizado, pode ser tanto positiva quanto negativa. Na prática, quanto mais produzir, mais irá faturar, o que não acontece quando contratado via CLT, que oferece ganhos limitados ao salário.

Por outro lado, não há remuneração fixa e garantida. Se não tiver clientes em um determinado mês, nada recebe.

Outro ponto a considerar é que o contador terceirizado precisa arcar com despesas que inexistem ou são pequenas enquanto funcionário, como as contas de consumo, plano de saúde, transporte e alimentação.

E não podemos esquecer que, nessas condições, o contador não tem direito a benefícios trabalhistas tradicionais, como férias, 13º salário e FGTS.

Por fim, não dá para deixar de fora os desafios de gestão impostos pelo modo de atuação. Há necessidade constante de estudar, se atualizar e investir em networking e em marketing. Afinal, quem não é visto, não é lembrado.

Vantagens e desvantagens para o contratante

Uma empresa que opta pela terceirização contábil, certamente, tem uma redução de custosexpressiva. Isso acontece justamente por não precisar manter um setor ou profissional específico, tendo de arcar com estrutura, salários e encargos trabalhistas.

Além disso, especialmente em pequenas empresas, há períodos de baixa demanda. A contratação de serviços contábeis acaba ocorrendo para tarefas pontuais. Nesse cenário, ter um contador como funcionário pode gerar gastos desnecessários ao negócio.

Não se pode esquecer, ainda, que a contabilidade é uma área que sofre atualizações constantes. Não que o contador contratado não possa acompanhar esse movimento, mas para o terceirizado, essa é uma obrigação.

A sua experiência do dia a dia o obriga a lidar com diferentes situações. Se não seguir estudando, ele deixará de prestar um bom serviço e perderá mercado. É um perfil muito mais oposto à estagnação e à zona de conforto, certamente. A motivação é um motor no dia a dia.

Ao empreendedor preocupado com os resultados do negócio, cabe ainda avaliar os benefícios que resultam da independência do contador. Um funcionário, por mais autonomia que tenha, sempre terá alguma restrição para apontar falhas de seus superiores.

Se um processo está errado, imperfeito ou até mesmo fraudulento, não necessariamente há intenção do empresário nisso. Mas será que o contador contratado via CLT terá liberdade e correrá o risco do desemprego para advertir seu chefe?

Como vender a ideia da terceirização

Vender a ideia da terceirização contábil não tem segredos. Para quem possui um escritório e deseja investir no crescimento, essa é uma demanda inadiável. Para isso, foque nas vantagens do prestador de serviços e nas desvantagens do contador celetista.

A primeira ação talvez seja realizar um estudo de mercado. Com certeza, no seu raio de atuação, há diversas pequenas empresas sem contador. Muitos dos seus proprietários até julgam importante, mas têm uma visão equivocada da atividade, em especial com relação a custos.

Nesse caso, cabe a você se aproximar desse público e desarmar qualquer argumento contrário. Tenha em mente que aquilo que é claro para você nem sempre é visto da mesma forma pelo empreendedor. Afinal, a contabilidade não é a área dele. Como cogitaria que investir em um contador pode gerar mais economia do que gastos?

Conforme tiver sucesso nessa estratégia, não esqueça de agregar valor ao que oferece. Posicionar-se apenas como um emissor de guias e recolhedor de impostos fomenta uma ideia equivocada sobre a importância do contador. Ofereça mais serviços, seja um consultor e mostre como melhorar a empresa do cliente.

E para empresas um pouco maiores, vale apostar em um conceito moderno, chamado deoutsourcing. Essa é uma forma mista de contabilidade. O serviço é terceirizado, mas a atuação do profissional ou do escritório ocorre dentro da empresa e em tempo integral.

Imagine uma pequena filial, uma sucursal do seu negócio. Pense como uma oportunidade deatendimento integral às demandas do contratante. Se elas forem numerosas, esse formato pode se revelar ideal e todos saem ganhando com ele.

Que tal ser um terceirizado?

Neste artigo, abordamos as características, os prós e contras da terceirização contábil. Esse é omaior mercado para contadores e o mais utilizado por eles. Não é único, como vimos, mas representa a oportunidade real de elevar seus ganhos.

Agora, você e seu escritório têm argumentos suficientes para se aproximar de novos clientes e também, quem sabe, vender novos serviços para empresas já atendidas. Aposte nessa ideia e se coloque como um parceiro do empreendedor.

Comente

Comentários

Deixe uma resposta