Termina nesta 4ª feira prazo para o trabalhador aderir ao saque-aniversário

0

Os trabalhadores nascidos em setembro com contas ativas e inativas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) têm até amanhã (30) para aderir ao saque-aniversário. Assim vão poder receber a primeira parcela anual do saldo do FGTS ainda em 2020.

FGTS

Quem não fizer a adesão até o fim do dia ainda poderá fazer a opção depois, sendo que não terá direito de sacar o dinheiro este ano.

Aderir ao saque-aniversário é opcional e deve ser informada para Caixa Econômica Federal pelo App FGTS, pelo site ou pelo Internet banking do banco.

Quando o trabalhador decide pedir o saque-aniversário terá direito a uma parte do saldo de suas contas do FGTS todos os anos. Porém, ao optar, perderá a chance de retirar o valor integral do fundo em caso de demissão. Mas, terá direito à multa rescisória de 40% paga pelo patrão, em caso de demissão sem justa causa.

Segundo o último balanço divulgado pela Caixa, 7,2 milhões de pessoas já aderiram ao saque-aniversário, e o montante disponível para retirada nesta modalidade está em R$ 14 bilhões. Cerca de R$ 5,5 bilhões foram liberados aos optantes pela modalidade.

O banco também anunciou uma linha de crédito para que os trabalhadores que aderirem ao saque-aniversário possam antecipar até três anos do pagamento. A taxa de juros praticada pela Caixa é de 0,99% ao mês.

Mesmo com a adesão ao saque-aniversário, o trabalhador continua tendo direito à retirada do saldo do FGTS para a compra da casa própria ou em casos de aposentadoria ou doença grave.

O prazo para aderir e ter acesso à primeira parcela anual ainda em 2020 termina sempre no último dia do mês de nascimento do trabalhador. Sendo que o prazo para saque do dinheiro segue um calendário.

A modalidade de saque-aniversário do FGTS segue o seguinte calendário em 2020

  • Nascidos em janeiro e fevereiro: receberam de abril a junho de 2020
  • Nascidos em março e abril: receberam de maio a julho de 2020
  • Nascidos em maio e junho: receberam de junho a agosto de 2020
  • Nascidos em julho: recebem de julho a setembro de 2020
  • Nascidos em agosto: recebem de agosto a outubro de 2020
  • Nascidos em setembro: recebem de setembro a novembro de 2020
  • Nascidos em outubro: recebem de outubro a dezembro de 2020
  • Nascidos em novembro: recebem de novembro de 2020 a janeiro de 2021
  • Nascidos em dezembro: recebem de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021

A partir de 2021, todos os anos o saque ficará disponível por três meses, a partir do primeiro dia útil do mês de aniversário do trabalhador (quem nasceu em 20 de março poderá sacar de 1º de março até o último dia útil de maio).

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil