Tiroteio em supermercado no Colorado deixa 10 mortos, incluindo um policial

O oficial, um veterano de 11 anos da força de Boulder, foi o primeiro a chegar ao local.

0

Dez pessoas foram mortas, incluindo um policial, depois que um homem armado entrou em um supermercado em Boulder, Colorado, na segunda-feira e começou a atirar em compradores aleatoriamente.

O policial Eric Talley, 51, um veterano de 11 anos da força policial de Boulder, foi o primeiro policial a chegar ao supermercado King Soopers na tarde de segunda-feira, 22, disse o chefe de polícia Maris Herold.

Ele foi executado após o relato de tiros, disse ela.

Maris não forneceu detalhes sobre as outras vítimas. Ela disse que um suspeito que ficou ferido no tiroteio está sob custódia e não deu detalhes sobre um motivo potencial.

Anteriormente, um comandante da polícia, Eric Yamaguchi, disse que não havia ameaça constante. Ele disse que não estava claro se a pessoa tinha uma conexão com o King Soopers.

Dean Schiller disse que estava do lado de fora da loja quando ouviu tiros e viu três pessoas que pareciam feridas. Dois estavam do lado de fora, disse ele, e o outro estava do lado de dentro.

Logan Smith trabalha em um Starbucks dentro do supermercado. Ele disse ao programa “TODAY” (Hoje) da NBC que um cliente entrou correndo na loja pouco antes das 14h30 e disse que havia um atirador no estacionamento. Logan disse que correu para fora, ouviu tiros e voltou para dentro para ligar para a polícia.

“E então começou o tiroteio lá dentro”, disse ele.

Logan disse que ajudou seu colega de trabalho a se esconder em um canto atrás de latas de lixo no quiosque da Starbucks. 

E depois encontrou uma lixeira atrás da qual poderia se esconder, mas não oferecia muita proteção porque ele tinha 1,80 metro de altura.

“Eu definitivamente estaria correndo risco de vida se o atirador fosse ao quiosque”, disse ele.

Logan disse que duas das vítimas eram seus colegas de trabalho.

Os recém-casados Neven e Quinlyn Sloan disseram que estavam fazendo compras quando os tiros começaram. Em uma entrevista para o programa “TODAY”, Quinlyn Sloan disse que estava perto da área de laticínios quando ouviu o que parecia “estrondos” vindos de fora.

Inicialmente, ela não achou que os sons fossem tiros. “Então ficou mais alto e houve um monte de estrondos em sequência”, disse ela.

Outra cliente, Sarah Moonshadow, disse chorando em uma entrevista que estava na fila do caixa com seu filho quando ouviu vários tiros. Quando começaram a correr, o atirador disparou em direção a eles, disse ela.

“Nós simplesmente continuamos”, disse ela. “Nós apenas corremos.”

Sarah disse que viu alguém deitado na estrada e seu filho a puxou e disse que eles tinham que ir para um lugar seguro. Eles então se esconderam atrás de um prédio, disse ela.

Outro homem disse à afiliada da NBC, KUSA, de Denver, que suas netas foram com o pai à loja para se vacinar contra a Covid-19. Ele disse que eles se esconderam dentro de um armário de casacos por uma hora até que as autoridades entraram pelo telhado e os resgataram.

O vídeo ao vivo do lado de fora do King Soopers mostrou veículos da SWAT e dezenas de policiais, muitos em roupas táticas e camuflagem, ao redor do supermercado.

Algumas das janelas da frente pareciam ter sido quebradas.

Um homem com as mãos atrás das costas pôde ser visto saindo do supermercado com as autoridades.

Não estava claro se o homem, que estava sem camisa ou calça e tinha sangue escorrendo pela perna, era a pessoa que procuravam.

Vários minutos depois, uma fila de pessoas que parecia estar dentro da loja pôde ser vista saindo cercada por policiais.

Um porta-voz do supermercado disse que a empresa estava “horrorizada com a violência sem sentido”.

O governador do Colorado, um estado que sofreu vários tiroteios em massa, chamou o último incidente de uma “tragédia indescritível” e disse que estava “observando de perto a situação”.

“Estou extremamente grato aos bravos homens e mulheres que responderam à cena para ajudar as vítimas desta tragédia sem sentido”, disse o governador Jared Polis.

Um funcionário da Casa Branca disse à NBC News que o governo estava monitorando a situação. O funcionário disse que espera que o presidente Joe Biden seja informado novamente na manhã de terça-feira.

O presidente deveria deixar a Casa Branca na tarde de terça-feira para dois eventos em Columbus, Ohio, como parte da turnê “Help is Here” (Ajuda Chegou) que promove o Plano de Resgate Americano.

O funcionário disse que “não há mudanças” nos planos de viagem do presidente “a partir de agora”.

A vice-presidente Kamala Harris chamou o tiroteio de “uma tragédia absoluta”.

“São 10 pessoas vivendo seu dia, vivendo suas vidas, sem incomodar ninguém”, disse ela. “Um policial que cumpre seus deveres, e com grande coragem e heroísmo”.

Conteúdo traduzido da fonte NBC News por Wesley Carrijo para o Jornal Contábil