Tradicional Maratona do Rio será virtual este ano

0

Os amantes de corrida terão uma experiência diferente na edição deste ano da tradicional Maratona do Rio, na capital fluminense  Em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a 18ª edição do evento ocorrerá de forma virtual, a partir da próxima sexta-feira (9) até segunda (12).

Para participar, os corredores terão de baixar no celular o aplicativo Running Heroes, disponível para downloads nas lojas Apple e PlayStore. Nos últimos dois anos, a Maratona do Rio reuniu cerca de 40 mil participantes.

Assim como nas edições anteriores, também neste ano será possível optar por um de quatro percursos: 42 quilômetros, 21 km, 10 km ou 5 km. 

Entre os inscritos para a edição virtual, está o engenheiro curitibano Guilherme Arruda. Ele chegou a pesar 111 quilos e foi por meio da corrida que emagreceu mais de 35 kg. “Eu tracei como meta em 2014 fazer a minha primeira prova oficial justamente no Rio de Janeiro. Naquela época, participei dos 10 km.

Em 2018, voltei para o desafio da Cidade Maravilhosa. Foram 21 km no sábado e 42 km no domingo. Bacana demais. E, nesse ano, a minha ideia era fazer novamente a maratona. Estava me preparando para um outro evento no segundo semestre.

E a Maratona do Rio era o meu evento alvo como preparação no primeiro semestre, justamente para voltar e reviver a emoção das primeiras provas”, conta o corredor, de 36 anos. 

Com a mudança do cronograma, Guilherme vai correr os 21 km. “A minha ideia era fazer a maratona completa, mas tive uma lesão no joelho direito, uma inflamação no tendão tibial posterior e fiquei dez dias parado.

Então, para não forçar demais, optei pelos 21 km. O que não me deixa menos feliz. É mais um grande objetivo e uma forma de nos estimularmos nesse período crítico”. O engenheiro fará o percurso da maratona pelas ruas e parques de Curitiba no próximo sábado (10).


No Rio de Janeiro, também no sábado (10), Patrícia Macedo, analista jurídica do Tribunal de Justiça, vai correr 10 km na pista lateral do Aterro do Flamengo, na zona sul da cidade. “Sou uma apaixonada por corridas. Comecei em 2013. A minha primeira prova foi a Night Run [corrida noturna na cidade do Rio]. Me encantava correr pela praia. Depois, vi o quanto é difícil correr na areia e fui para as provas de rua. O que mais me chamou atenção nesses anos de corrida foi a Family Run, os 5 km da Maratona do Rio de Janeiro. Foi ali que eu comecei. Fiz várias provas de 21 km. Já estava inscrita na Maratona do Rio deste ano desde 2019”, revelou a analista jurídica. 

Fonte Agência Brasil –  Juliano Justo